Polémica

Jornalistas da Antena 1 pedem regresso do Conselho de Redação demissionário

Jornalistas da Antena 1 pedem regresso do Conselho de Redação demissionário

Os jornalistas da RDP apelaram, esta quinta-feira, à recandidatura do Conselho de Redação, cujos cinco elementos se demitiram há três semanas após acusarem o atual diretor de informação da rádio pública de sonegar dados sobre contratações.

Após um plenário de cerca de duas horas, esta quinta-feira, a redação da rádio pública aprovou um texto de "solidariedade" para com os cinco membros do Conselho de Redação (CR) da RDP, que se demitiram a 24 de outubro, por considerarem que João Paulo Baltazar, diretor de informação, havia atuado com "deslealdade" e "desrespeito" para com os profissionais, ao omitir informação de especial importância.

A quase totalidade dos jornalistas presentes no plenário aprovou um texto em que apela ao CR "demissionário que se volte a recandidatar" e pede à direção de informação "que considere o plano de reorganização da redação proposto" pelos cinco elementos.

Em causa está uma alegada quebra de "confiança" entre CR e a direção de informação, ocorrida no plenário de há três semanas.

Naquela reunião, terá sido analisada uma proposta que o CR havia enviado, a 19 de outubro, aos responsáveis da rádio pública para a contratação de mais profissionais e algumas mudanças estratégicas na redação. Esse plano, que serviria para fazer face à necessidade de jornalistas - em parte devido à saída de alguns profissionais para assessorias governamentais -, já teria sido aflorado num encontro dois dias antes entre as duas estruturas.

Terá sido ao fim de duas horas de reunião, quando a redação se prepararia para aprovar uma moção que plasmaria as propostas do CR, para a reorganização do grupo, que João Paulo Baltazar terá requerido a palavra para indicar que o próprio já tinha oficializado junto da administração da RTP - Rádio Televisão de Portugal um pedido de contratação de 14 profissionais, que se juntariam a "outros seis já pedidos há alguns meses e que esperam ainda resposta" do Governo, detalharam, então, num comunicado, os cinco elementos demissionários.

O CR considerou então um "desrespeito" o facto de João Paulo Baltazar ter permanecido em silêncio e só "após duas horas de debate revelar que já tinha pedido a contratação" daquele número de jornalistas. Daí, os membros do Conselho de Redação terem considerado que estava quebrada a "relação de confiança" com o diretor de informação.