Televisão

Judite Sousa: "Não saí da TVI por causa de uma depressão"

Judite Sousa: "Não saí da TVI por causa de uma depressão"

A notícia foi dada por Judite Sousa anteontem, via redes sociais, mas há meses que a rescisão de contrato já estava alinhavada com a TVI: a jornalista abandonou a estação onde esteve durante oito anos, altura em que se transferiu da RTP com José Alberto Carvalho.

Porque o fez? Judite não diz. Mas garante que não saiu "por causa de uma depressão" (está de baixa há dois meses e meio) nem que a sua decisão teve a ver com a futura compra do canal pelo grupo Media Capital. "Não há nenhuma relação. A minha decisão é anterior", frisou em conversa com o JN. "Saí da estação por minha livre iniciativa, mas em acordo com a TVI", acrescentou, referindo que comunicou a sua vontade há cerca de três meses.

E o que vai fazer agora? "Não faço a mínima ideia", responde a jornalista e escritora, não dando como certas as declarações de Cristina Ferreira, ontem no programa da manhã na SIC, que apontavam para uma viagem e um novo livro

A ex-apresentadora do "Jornal das 8" também não confirmou um possível regresso à RTP (onde esteve 30 anos), dado à estampa por alguns jornais. "Essas especulações são normais nestas fases", disse.

Na memória ficam os oito anos a apresentar e a sair da Redação para fazer reportagens pelo Mundo. "Tantas memórias... Confrontos em Atenas, casamentos reais, Campeonato Europeu em Paris, eleições francesas, eleições do Brasil, resgate na Tailândia, crise na Venezuela, espaço de Marcelo Rebelo de Sousa", elegeu.

E reage quando se lembram momentos polémicos, como a discussão com um repórter de imagem no Brasil ou a reportagem nos incêndios em Pedrógão Grande, onde se colocou perto de corpos carbonizados. "As críticas fazem parte desta indústria", defende-se.

No último ano, a TVI perdeu as audiências para a SIC, também, na Informação, mas Judite Sousa relativiza: "São ciclos. É preciso resiliência".

No final da conversa, a jornalista deixa agradecimentos especiais a dois amigos e colegas: José Alberto Carvalho, que lhe dedicou algumas palavras no "Jornal das 8" ("Vi e ouvi , claro. São muitos anos juntos. Desde o Monte da Virgem"), e a Sérgio Figueiredo, o seu diretor de Programas, "um companheiro para a vida".

Outros Artigos Recomendados