Presidente da República

Meio Portugal assistiu ao discurso de Marcelo

Meio Portugal assistiu ao discurso de Marcelo

O presidente da República declarou, na quarta-feira, o Estado de Emergência em direto nos vários canais de televisão. O discurso foi assistido por quase cinco milhões de pessoas.

Dados para a História: do país, por estar a atravessar um dos maiores desafios com a pandemia de Covid-19, e da televisão, que viu o consumo subir exponencialmente desde que o novo coronavírus chegou a Portugal.

Esta quarta-feira, o discurso de Marcelo Rebelo de Sousa, que passou em direto nos canais generalistas e na informação por cabo, registou uma audiência recorde de quase cinco milhões de telespetadores (em rigor 4.981 milhões) que, à hora do comunicado em direto sobre o Estado de Emergência, estavam colados ao ecrã.

De acordo com dados da GFK (empresa de estudos de mercado), a RTP 1 chegou aos 26,1% de "share" (um milhão e 411 mil telespetadores), a SIC aos 27,4 (um milhão e 828), a TVI aos 16,2 (um milhão e 85 mil telespetadores), a RTP3 aos 1,5 (111 mil telespetadores), a SIC Notícias aos 4,8 (338 mil telespetadores) e, finalmente, a TVI24 aos 3,1 (208 mil).

Dados que não são habituais no pequeno ecrã, mas que se justificam com a presença dos cidadãos em casa como prevenção. Só o "Jornal da Noite", da SIC, que foi apresentado pelo jornalista Rodrigo Guedes de Carvalho, obteve um resultado histórico desde 2016, altura em que as audiências começaram a ser medidas em "timeshift": um milhão, 716 mil e 900 telespetadores durante toda a emissão. Já a SIC Notícias obteve o melhor resultado de sempre desde a fundação, em 2001, com uma média de 142 mil e 400 telespetadores.

Os números garantidos por Marcelo Rebelo de Sousa na quarta-feira à noite são muito superiores a um dos seus diretos mais emblemáticos: em junho de 2017, o Chefe de Estado declarava três dias de luto nacional pelos incêndios em Pedrógão Grande. Há três anos, na tragédia que vitimou mortalmente 66 pessoas, as audiências do discurso foram mais moderadas: quase dois milhões e 885 mil telespetadores assistiram ao direto e, na altura, a TVI levou a melhor sobre a concorrência, com um milhão e 226 mil telespetadores.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG