Televisão

Autor de "13 Reasons Why" afastado após acusações de assédio sexual

Autor de "13 Reasons Why" afastado após acusações de assédio sexual

Jay Asher, autor do livro que deu origem à série "13 Reasons Why", foi expulso de uma organização de escritores na sequência de acusações de assédio sexual. Como resultado, foi também afastado da segunda temporada da produção da Netflix.

O autor do livro "13 Reasons Why" (em Portugal, "Por Treze Razões") foi expulso da organização de escritores The Society of Children"s Book Writers and Illustrators (SCBWI), de que fazia parte, após alegações de assédio sexual.

A decisão terá sido tomada no final de 2017, mas só agora o caso foi levado a público. A Netflix revelou que Jay Asher foi afastado da produção da segunda temporada da série que teve origem no seu livro, cujas gravações já chegaram ao fim.

"Jay Asher não esteve envolvido na segunda temporada de "13 Reasons Why"", anunciou, em declarações ao site The Wrap, um porta-voz da conhecida plataforma de "streaming", salvaguardando, contudo, que "a temporada que aí vem não será afetada de maneira alguma".

O autor não foi o único a ser alvo de acusações de assédio sexual. O mesmo aconteceu com o ilustrador David Diaz, que deixou também de integrar a referida organização. Sabe-se que ambos foram afastados, embora não tenham sido revelados detalhes acerca de qualquer um dos casos.

Lin Oliver, diretora executiva da SCBWI, afirmou que "a tolerância é zero" quantos aos casos de assédio sexual. "A nossa associação é constituída por mulheres poderosas e respeitadas", sublinhou ao site Buzzfeed.

Por sua vez, à mesma publicação, Jay Asher negou as acusações, afirmando que deixou a organização por vontade própria. "É muito assustador saber que as pessoas não vão acreditar em ti assim que abrires a boca", disse.

A data exata de estreia da segunda temporada de "13 Reasons Why" ainda não foi anunciada, embora se espere que chegue à Netflix no decorrer deste ano.

ver mais vídeos