Fátima

Televisão católica vai encerrar por dificuldades financeiras

Televisão católica vai encerrar por dificuldades financeiras

O canal Angelus TV, com sede em Fátima, vai encerrar sexta-feira (31 de maio) por dificuldades financeiras. "Tentámos tudo, mas não conseguimos, vamos ter mesmo que fechar", disse ao JN a diretora da estação, Sandra Dias.

Aberto em maio de 2017, no ano em que se comemorava o Centenário das Aparições e celebrava a deslocação do Papa Francisco ao Santuário de Fátima, o canal necessitava de cerca de 40 mil euros mensais para sobreviver, mas sempre enfrentou problemas de sustentabilidade.

Primeiro, porque um dos supostos investidores iniciais desistiu do projeto, depois, pelas "barreiras" encontradas na captação de publicidade, por ser um canal católico. A própria estrutura nacional da Igreja Católica, segundo Sandra Dias, não terá dado o apoio esperado.

O ano passado, em mais uma tentativa de evitar o encerramento, a estação lançou uma campanha convidando os telespectadores a apadrinharem um programa, através do pagamento de 10 euros mensais.

"Ainda conseguimos 1700 padrinhos, mas não chegou nem a metade do que necessitávamos", adiantou a diretora do Angelus TV.

A decisão de encerrar o canal ainda esteve pendente até à semana passada, dado que "havia um investidor interessado" em entrar no capital social da empresa e colmatar o passivo da estação, mas o negócio acabou por não se concretizar e os responsáveis da estação televisiva decidiram pôr fim às emissões. Os 14 trabalhadores vinculados ao canal vão para o desemprego.

"Estamos muito gratos a quem nos apoiou. Não saio com o coração pesado, porque sinto que o projeto deu certo em termos editoriais, mas não em termos financeiros, onde esperávamos mais apoio", concluiu Sandra Dias.

Outros Artigos Recomendados