Exclusivo

Miramar: Dois guitarristas rumo ao universal e à magia

Miramar: Dois guitarristas rumo ao universal e à magia

"Miramar II" é o segundo capítulo do encontro entre Frankie Chavez e Peixe, que desta vez se abandonaram à intuição e ao acaso na composição dos temas.

Usando a metáfora de um relacionamento amoroso, o primeiro encontro entre os guitarristas Frankie Chavez e Pedro "Peixe" Cardoso, materializado em "Miramar" (2019), foi ainda algo cerimonioso e formal, com as duas partes a conhecerem melhor os antecedentes um do outro. Já no segundo encontro, que pode agora ser espiado em "Miramar II", as duas partes envolveram-se, deixaram de perceber o que era de um e o que era de outro. E agora já prometem, para um terceiro encontro, fazer da relação uma "suruba" - ou um "bacanal", como se diz em português europeu.

Tudo começou no festival alentejano Guitarras ao Alto, em junho de 2017, quando se encontraram em palco. Frankie provinha do blues e da folk, Peixe estava associado à pop-rock e era conhecido como membro dos Ornatos Violeta. Nas experiências que deram origem a "Miramar" - referência à praia do concelho de Vila Nova de Gaia onde os dois álbuns foram gravados, no Miramar Sessions Studio -, partiram de temas de certo modo já definidos. "Boa parte do álbum resultou de contribuições que demos às músicas um do outro, que já estavam razoavelmente estruturadas", diz Frankie. Já "Miramar II" é a "cumplicidade a levantar voo", continua o músico. "Foi tudo mais embrionário e as ideias foram sendo definidas pelos dois."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG