Cultura

Morreu a escritora britânica de ficção policial P.D. James

Morreu a escritora britânica de ficção policial P.D. James

A escritora britânica Phyllis Dorothy James, uma das mais reconhecidas autoras de ficção policial do século XX, morreu, esta quinta-feira, aos 94 anos.

Phyllis Dorothy James, mais conhecida por P.D. James, foi autora de muitas obras, como "Uma Estranha Profissão Para Uma Mulher", "Morte em Pemberley", "Mortalha Para Uma Enfermeira", "O Cadáver sem Mãos" ou "O Enigma de Sally Jupp", todas editadas em português.

"Com grande tristeza, a família de P.D. James comunica que a autora morreu em paz, na sua casa em Oxford, na manhã de 27 de novembro de 2014 [hoje], aos 94 anos de idade", referiu um porta-voz da família.

Phyllis Dorothy James, que foi funcionária pública durante 30 anos antes de se dedicar por completo à literatura, vendeu milhões de livros em todo o mundo, traduzidos em 29 línguas, e muitos deles foram adaptados para televisão e cinema, como foi o caso de "The Children of Men".

Grande parte das obras de P.D. James, considerada por muitos como a "rainha do crime" britânica, é protagonizada pela personagem do detetive Adam Dalgleish, um inspetor-poeta da Scotland Yard.

A editora Faber & Faber, que publicou os livros de P.D. James desde a primeira obra, em 1962, definiu a escritora como uma pessoa "excecional, uma inspiração e uma grande amiga para todos".

Em 1991, a Rainha Isabel II atribuiu-lhe o título de Baronesa James of Holland Park.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG