1949-2021

Morreu o coreógrafo e bailarino Raimund Hoghe

Morreu o coreógrafo e bailarino Raimund Hoghe

Obras do criador alemão, antigo colaborador de Pina Bausch, são presença regular em palcos portugueses.

O anúncio chegou na noite de ontem, sexta-feira 14: Raimund Hoghe, coreógrafo e bailarino, mas também cineasta e escritor, figura central do universo da dança, faleceu aos 72 anos em Düsseldorf, onde residia.

Ao longo de toda a década de 1980, Hoghe trabalhou como dramaturgo no Tanztheater Wuppertal, de Pina Bausch. Wuppertal, a mesma cidade na região da Renânia do Norte-Vestfália onde nasceu em 1949.

Em 89 iniciou o seu percurso por conta própria, quase sempre em estreita ligação com o artista visual Luca Giacomo Schulte. "Meinwärts", em 94, foi o seu primeiro solo.

Raimund Hoghe e as suas obras têm sido vistas com frequência em Portugal nas últimas décadas, da Culturgest em Lisboa ao festival Materiais Diversos em Torres Novas. Pelo Teatro Municipal do Porto passara, desde 2015, trabalhos como "An evening with Judy", "Quartet", "Songs for Takashi", "Momentos of young people" (com a participação de 12 jovens portugueses) e "La valse".

A sua última aparição por cá ocorreu em janeiro, quando apresentou "Postcards from Vietnam" no Rivoli.

Na respetiva página no Facebook, a instituição portuense diz tratar-se de "um dos mais emblemáticos nomes da dança contemporânea, que nos acompanhou desde o primeiro momento".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG