Óbito

Morreu Phil Spector, lendário produtor musical e criador do "wall of sound"

Morreu Phil Spector, lendário produtor musical e criador do "wall of sound"

Um dos autores mais visionários e turbulentos da música popular americana no século XX morreu na prisão aos 81 anos, vítima de covid-19.

Phil Spector, músico, compositor e produtor americano que ajudou a moldar o rumo da pop e do rock sobretudo nos anos 1960, faleceu ontem, sábado. Tinha 81 anos.

A sua morte foi confirmada pelo Departamento de Correção e Reabilitação da Califórnia.

Spector faleceu num hospital externo à penitenciária em que cumpria pena pelo homicídio de uma mulher, Lana Clarkson, em 2003.

De acordo com a agência Reuters, o artista faleceu de covid-19, diagnosticada há quatro semanas.

O percurso artístico de Phil Spector teve o apageu na primeira metade dos anos 60 do século passado, quando orientou a criação de dezenas de canções que chegaram às tabelas de vendas de singles na América e Europa. Casos de "He"s a rebel," "Then he kissed me" e "Da doo ron ron", todas por The Crystals; "Be my baby" e "Walking in the rain" por The Ronettes; "Unchained melody" e "You"ve lost that lovin" feeling" de The Righteous Brothers; ou "River deep - mountain high" de Ike & Tina Turner.

PUB

É também da sua autoria um dos mais perenes álbuns de Natal, "A Christmas gift for you", de 1963.

Na década de 70, Phil Spector movimentou-se sobretudo no rock e na órbita dos Beatles. Produziu o derradeiro álbum do quarteto de Liverpool, "Let it be", assim como obras de George Harrison (coprodutor em "All things must pass" e "Living in the material world") e John Lennon (coprodutor em "Plastic Ono Band", "Imagine" e "Rock 'n' roll").

Entre as suas derradeiras aparições significativas em estúdio encontra-se "Death of a ladies' man" de Leonard Cohen (1977) e "End of the century" dos Ramones (1980).

Para a História, Phil Spector deixa a criação daquilo a que chamou de "wall of of sound", uma técnica de produção em que um acumular de instrumentos, vários deles tocados em uníssono, produziam uma massa sonora densa que tirava proveito das características sonoras das estações de rádio de onda média e das jukeboxes, os meios mais populares de divulgação musical entre os adolescentes na América (e não só) dos anos 1950 e 60.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG