cinema português

"O pátio das cantigas" já foi visto por 392 mil pessoas

"O pátio das cantigas" já foi visto por 392 mil pessoas

A comédia "O pátio das cantigas", de Leonel Vieira, já foi vista por 392 mil pessoas desde a sua estreia, tornando-se assim no filme português mais visto, de acordo com a distribuidora do filme.

Num comunicado hoje divulgado, a NOS anuncia que "nunca até hoje um filme português tinha levado tantos espetadores ao cinema como fez 'o Pátio das Cantigas'. Em apenas 24 dias de exibição, o número de espectadores atingiu os 392 mil, ultrapassando 'O Crime do Padre Amaro' (380 671 que liderava o 'ranking')".

Os dados estatísticos semanais do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA) mais recentes datam de quarta-feira passada e referiam que o "Pátio das Cantigas" já tinha sido visto por 356 315 espectadores. Na próxima quarta-feira serão divulgados novos dados, que poderão confirmar o anúncio hoje feito pela distribuidora.

Os números do ICA, a 19 de agosto, mantinham "O Crime do Padre Amaro", de Carlos Coelho da Silva, estreado em 2005, como o filme português mais visto desde a existência de estatísticas regulares, com um número total de 380 671 espectadores.

"O pátio das cantigas" é a primeira de três homenagens de Leonel Vieira aos clássicos do cinema português e baseia-se no filme realizado em 1942 por Francisco Ribeiro (Ribeirinho), na altura com Vasco Santana e António Silva nos principais papéis.

O novo filme conta com os atores Miguel Guilherme e César Mourão nos papéis antes interpretados por António Silva e Vasco Santana, respetivamente.

"O pátio das cantigas", de 1942, é considerado uma das comédias mais populares do cinema português, feita na chamada "época de ouro", nas décadas de 1930 e 1940, juntando-se a outros filmes como "A Canção de Lisboa" (1933), "O pai tirano" (1941) e "O Costa do Castelo" (1943).

PUB

A homenagem referida por Leonel Vieira inclui ainda os novos filmes "O Leão da Estrela", que deverá chegar aos cinemas pelo natal, e "A Canção de Lisboa", com estreia marcada para 2016.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG