Exclusivo

Orgãos de tubos dão fama ao Porto

Orgãos de tubos dão fama ao Porto

Festival Internacional de Órgão e Música Sacra, em setembro e outubro, poderá ser o pontapé de saída para colocar a cidade na rota dos grandes eventos e de candidatura a Património Mundial.

O repto foi lançado pelo próprio presidente da Câmara do Porto: "Dada a quantidade e qualidade de órgãos de tubos que tem a cidade, pergunto se não seria a altura certa para apresentar uma candidatura deste espólio a Património Mundial?". Ideia que é bem recebida pelo mestre de capela e organista titular da Igreja de Nossa Senhora da Lapa no Porto, Filipe Veríssimo, impulsionador do Festival Internacional de Órgão e Música Sacra, que ocorrerá em setembro e outubro.

Há pouco mais de dez anos foi realizado um inventário de órgãos. "Foram apontados 34 construídos entre o século XVIII e a primeira metade do século XX. Desses, 60% estavam em mau estado de conservação ou em ruína. Alguns foram recuperados", explica o organista, esperando que do festival saia a possibilidade de se organizar um roteiro no qual todo o espólio da cidade seja visitável.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG