O Jogo ao Vivo

Rádio

Original da música de Natal "Fairytale Of New York" banida da BBC 1

Original da música de Natal "Fairytale Of New York" banida da BBC 1

A versão original da clássica música de Natal "Fairytale Of New York", interpretada pela banda The Pogues e a cantora Kirsty MacColl, em 1987, não será transmitida este ano pela BBC1. Segundo a rádio, alguns versos da letra da canção podem ofender o público.

Em comunicado, a BBC 1 afirma que o clássico de Natal apresenta uma letra controversa, que poderá ofender os ouvintes, e por isso optou por transmitir uma versão alternativa da música cantada apenas por Kirsty MacColl. Na versão editada, a cantora substituiu os versos You scumbag, you maggot / You cheap lousy faggot (Seu traste, seu verme / Seu maricas reles), por "You're cheap and you're haggard" (És rasca e estás exausto)..

Esta parte da letra tem vindo a ser criticada por muitos por ser de cariz insultuoso e abordar temas como o vício do álcool e da heroína. A estação de rádio acredita que aqueles que não conhecem a música vão ficar chocados com algumas palavras, que não vão ao encontro do que estão habituados a ouvir passar na rádio. "Os ouvintes mais jovens são particularmente sensíveis a termos depreciativos de género e sexualidade", revelou.

Em 2018, o vocalista Shane MacGowan tentou explicar o objetivo da letra: "a personagem é autêntica e nem todos os personagens em canções e histórias são anjos ou mesmo decentes e respeitáveis. Às vezes, os personagens em canções e histórias têm que ser maus ou desagradáveis para contar a história de forma eficaz. Ela é uma mulher de uma certa geração de um determinado momento da história, e está sem sorte e desesperada. As palavras foram usadas pela personagem porque estão de acordo com a forma como fala. O seu diálogo é preciso, mas ela não pretende ofender".

Porém, cada estação é livre de fazer a sua escolha e, como tal, a rádio BBC 2 vai manter a versão original. "Sabemos que a música é considerada um clássico de Natal e vamos continuar a transmiti-la este ano, as nossas rádios vão escolher a versão da música que é mais relevante para o seu público", afirmou a BBC.

Outras Notícias