Exclusivo

Pandemia foi demolidora para as receitas dos museus

Pandemia foi demolidora para as receitas dos museus

Não haverá despedimentos, mas são muitos os cortes orçamentais na programação e nos serviços educativos.

Vários relatórios revelados recentemente apontam para o mesmo desfecho: o futuro dos museus portugueses avizinha-se problemático e carece de medidas urgentes.

A maioria das receitas dos museus provém de bilheteiras. Receitas que tiveram este ano uma quebra de 70%. Apesar da descida, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) disse ao JN que não haverá despedimentos nem reformulações nas instituições. Aliás, a DGPC lançou um concurso em setembro para contratar 74 assistentes técnicos. Uma medida também defendida no relatório do Grupo de Projeto Museus no Futuro, que reclama um programa de recrutamento jovem devido ao "envelhecimento dos quadros técnicos" e "escassez de recursos especializados".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG