O Jogo ao Vivo

Emprego

Portugal recupera 8% no emprego na Cultura em 2021 face a 2020 - Eurostat

Portugal recupera 8% no emprego na Cultura em 2021 face a 2020 - Eurostat

Portugal tinha cerca de 188.000 trabalhadores na área da Cultura em 2021, o que representa um aumento de 8% face a 2020, primeiro ano de pandemia da covid-19, revelou esta segunda-feira o Eurostat.

De acordo com o gabinete europeu de estatísticas (Eurostat), em 2021 havia cerca de 7,36 milhões de trabalhadores no setor cultural e criativo na União Europeia (UE), quando em 2020 totalizava 7,14 milhões de trabalhadores.

Este universo representa ainda um ligeiro aumento face a 2019, pré-pandemia, em que se contabilizavam 7,35 milhões de trabalhadores da área da Cultura na UE.

PUB

Comparando com 2019, ou seja, antes da pandemia da covid-19, em 2021 houve um aumento do número de trabalhadores em 14 países da UE, entre os quais se destacam três Estados-membros: Letónia e França, ambos com uma subida de 13%, e Portugal, com um aumento de 12%, ou seja, mais 20.000 trabalhadores.

Entre os 13 países da UE que registaram perdas de trabalhadores no setor cultural estão Roménia (uma quebra de 18%), Malta (redução de 11%) e Luxemburgo (perda de 10%).

Em termos percentuais, os 7,36 milhões de trabalhadores do setor cultural na UE em 2021 representavam 3,7% do total de emprego no espaço comum europeu.

Em 2021, Portugal estava ligeiramente acima desta média europeia, com o número de trabalhadores do setor cultural e criativa a representar 3,9% do total do mercado de emprego.

O Eurostat lembra ainda que, por causa da pandemia, o setor cultural da União Europeia perdeu cerca de 222.000 trabalhadores em 2020, se comparado com 2019.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG