Prémio

Português galardoado em concurso mundial de fotografia subaquática

Português galardoado em concurso mundial de fotografia subaquática

O fotógrafo João Rodrigues ficou em segundo lugar num concurso mundial de fotografia subaquática com uma imagem captada na Indonésia que retrata uma espécie ameaçada, um alerta para a poluição e sobre-exploração pesqueira, disse hoje o próprio.

A fotografia "Killing Angels", captada a este de Java, onde se encontra o segundo maior porto de pesca da Indonésia, retrata um aldeão a processar uma móbula, ou jamanta, com uma catana, a fim de lhe extrair as guelras, que são depois exportadas para a China e usadas no fabrico de medicamentos tradicionais.

"Num mundo em que os recursos naturais estão a ser explorados a um ritmo frenético e de uma forma não sustentável, a imagem representa, de certa forma, todos os animais que se encontram em perigo de desaparecimento e que mais do que nunca precisam que a sua realidade seja mostrada à comunidade para que sejam tomadas medidas de conservação", disse à Lusa o fotógrafo.

João Rodrigues ficou em segundo lugar na categoria Conservação Marinha no concurso de Fotógrafo Subaquático do Ano com a fotografia "Killing angels" (em tradução literal, "Matando anjos"), captada ao serviço da National Geographic Portugal.

"Desde a poluição à sobre-exploração pesqueira, é necessário refletirmos sobre o declínio acentuado que estamos a causar nas populações de inúmeras espécies marinhas. Só nós poderemos mudar o rumo que atualmente promete levar-nos a um destino catastrófico, refere o profissional.

O biólogo e fotógrafo está também a preparar um livro e um filme sobre os cavalos-marinhos da Ria Formosa, também em risco de extinção, com o nome "Cavalos de guerra", cujo lançamento está previsto para este verão, primeiro o filme, em agosto, depois o livro, em setembro.

Segundo João Rodrigues, o projeto reúne "cientistas, políticos, organizações ambientais, entidades públicas e privadas e toda a comunidade com um objetivo comum: salvar um dos tesouros mais valiosos de Portugal, o enigmático cavalo dos mares."

PUB

Outrora considerada a maior comunidade do mundo, hoje estes animais estão em risco de desaparecimento na Ria Formosa, no Algarve, ameaçados, entre outros fatores, pela captura ilegal com destino ao mercado asiático.

O concurso "Underwater Photographer Of The Year" 2019 contou com cerca de 5.000 imagens de centenas de fotógrafos, oriundos de 65 países.

O fotojornalista português é especializado em História Natural e Conservação, licenciado em Biologia pela Universidade do Algarve e mestre em Biodiversidade e Conservação Marinha pela Universidade de Ghent, na Bélgica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG