Cultura

"Prémio Camões é uma bofetada para os que o insultaram"

"Prémio Camões é uma bofetada para os que o insultaram"

Para o crítico literário José António Gomes, as crónicas de Manuel António Pina - publicadas diariamente no "Jornal de Notícias" - demonstram a "coragem que escasseia" no actual meio literário, em que não faltam exemplos de "escritores que permanecem no jogo da promiscuidade de acordo com as forças políticas do momento".

"Estou certo que vão ser estudadas no futuro, até em teses de doutoramento, pela forma como incorporam a literatura em todas as áreas do quotidiano. Não são textos meramente circunstanciais, embora estejam ligados ao tempo a que pertencem", adiantou o professor universitário, que não hesita em considerar as crónicas "superiores às 'Farpas' de Ramalho Ortigão".

Defendendo que as crónicas do poeta "não têm paralelo na imprensa portuguesa", José António Gomes sublinhou ainda que o "Prémio Camões é uma bofetada de luva branca para os que insultaram Manuel António Pina, apelidando-o de pseudo-intelectual".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG