Exclusivo

Preservação e Lei de Bases: as prioridades dos partidos para a Cultura

Preservação e Lei de Bases: as prioridades dos partidos para a Cultura

Partidos de esquerda defendem a implementação do Estatuto dos Profissionais da Cultura. À direita, destacam-se a preservação e o mecenato.

A ausência da Cultura foi notada durante a campanha eleitoral. O tema não mereceu destaque nos debates televisivos nem nas campanhas individuais. Por isso, o JN analisou os programas eleitorais dos nove partidos com assento parlamentar em busca das propostas para a próxima legislatura.

Num extenso programa, o PS evidencia seis prioridades: promoção da leitura; património cultural; criação artística; promoção do cinema e do audiovisual; descentralização e internacionalização. Entre as medidas, destacam-se os incentivos à aquisição de livros e a promoção da transição digital através do apoio à edição de audiobooks e ebooks; a preservação do património cultural, através da digitalização do mesmo e da criação de um Museu Nacional da Fotografia, um Museu Nacional de Arte Contemporânea e um Arquivo Sonoro Nacional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG