Artes Plásticas

Repensar a Natureza do nosso Mundo

Repensar a Natureza do nosso Mundo

Mostra coletiva patente em Serralves explora a ligação entre a figura do cogumelo e a linguagem de inúmeros artistas

A Fundação de Serralves, em colaboração com Francesca Gavin, a principal responsável da exposição, apresenta "A Arte dos Cogumelos". A exibição conta com a presença de mais de 20 artistas nacionais e internacionais e reúne mais de 40 obras de diferentes técnicas de arte - pintura, fotografia, colagem, escultura, têxtil, design, áudio e animação digital.

A mostra coletiva, patente até ao final do ano, visa dar a conhecer novos modelos de arte moderna, políticos, de design, tecnológicos e económicos criados a partir de uma simbiose harmoniosa entre a arte e a ciência. Para tal, são abordadas três distintas temáticas através da imagem central da exposição - o cogumelo, e a exposição divide-se em: "Fungos e Novas Descobertas", que conta com trabalhos de Jon Cowan, Takashi Homma; "Cogumelos e a Mente Humana" com nomes como Laurence Owen e Sylvie Fleury; e "Cogumelos no Horizonte" com obras de artistas como Mae-Ling Lokko, Vanessa Barragão, Jonathan Zawada, entre outros. Em destaque estão os trabalhos de Seana Gavin e Sofia Arez com o maior número de obras em exibição.

A arquitetura do espaço, ofício de Ana Maia, é concebida também como uma parte fundamental da exposição. Através de uma continuidade de curvas infinitas desenhadas para representar as raízes e, desde logo, a interligação natural de tudo o que envolve a natureza, a arquitetura está propositadamente ligada ao tema e às suas obras.
"A Arte dos Cogumelos", além de fundir as diversas artes e os distintos espaços temporais, combina simultaneamente trabalhos de cerne psicadélico, poético, político imaginativo, educacional e experimental, com o objetivo de desmantelar visões antropocêntricas existentes e criar perspetivas alternativas do Mundo.

Desse modo, Serralves, que procura a educação para a sustentabilidade, e Franscesca Gavin, uma voz influente na arte atual, convidam-nos a ver a beleza nas formas naturais e a repensar o modo como percecionamos a natureza, por meio da junção do campo científico com o artístico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG