Exclusivo

Revelado tesouro escondido da pintora do Porto Aurélia de Souza

Revelado tesouro escondido da pintora do Porto Aurélia de Souza

Estavam ocultas entre o espólio doado à Universidade do Porto cerca de 70 aguarelas inéditas da artista portuense. Já podem ser admiradas na Casa Comum da Reitoria da UP.

Ninguém imaginava, mas naqueles envelopes doados há mais de 80 anos à Universidade do Porto (UP), sob a singela classificação "Portugália", escondia-se um tesouro. E Rita Gaspar, curadora do Museu de História Natural e da Ciência da UP, mal podia acreditar no que acabara de descobrir: quase 70 aguarelas inéditas da pintora Aurélia de Souza, elaboradas por encomenda no fim do séc. XIX para aquela revista, estavam entre o espólio da publicação - sem que se suspeitasse.

As ilustrações, que representam peças de olaria, foram agora resgatadas ao vasto arquivo da UP e já podem ser admiradas na Casa Comum da Reitoria da UP, espaço que partilham com 26 exemplares do figurado de Barcelos, também fruto de doações à instituição, na maioria, da valiosa coleção do arquiteto portuense Alexandre Alves Costa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG