escavações

Robôs tentam explicar desaparecimento de população mexicana

Robôs tentam explicar desaparecimento de população mexicana

Em Teotihuacan, nos arredores da Cidade do México, robôs investigam um dos maiores mistérios da atualidade: o que aconteceu aos 100 mil habitantes de Teotihuacan, desaparecidos em 700 d.C. e porque razão soterraram as câmaras do Templo da Serpente.

Os cerca de 100 mil habitantes de Teotihuacan cobriram corredores e câmaras da pirâmide com terra, abandonando a cidade sem deixar qualquer rasto, algures no Século VII.

No final da década de 80 foi encontrado um poço no centro do templo, onde jaziam mais de 200 guerreiros, acompanhados pelas armas. Com as mãos atadas atrás das costas, suspeita-se que tenham sido sacrificados.

Sergio Gomez Chavez, líder da equipa de arqueologistas, planeou esta investigação no México durante vários anos. Para tal, decidiu que o recurso a robôs seria necessário para atingir os resultados pretendidos.

Tlaloc II-TC é um pequeno robô que se transforma de modo a que seja possível explorar locais de difícil acesso. Vem equipado com uma câmara de filmar e infravermelhos.

Os pequenos robôs, que têm como principal objetivo escavar, vagueiam por entre terra na esperança de encontrar algo que explique o súbito desaparecimento da população de Teotihuacan.

A investigação deu já os primeiros frutos: foram descobertas pequenas esferas amarelas de pirite. Mas pouco se sabe sobre estas esferas e sobre 3 câmaras situadas a mais de 100 metros de profundidade. As três câmaras por escavar dão alento aos arqueologistas que esperam encontrar aí, as respostas que procuram.

PUB

De acordo com a lenda do Templo da Serpente, os habitantes de Teotihuacan demoliram parte de uma câmara para esconder algo de extrema importância, na altura em que abandonaram a cidade. Alguns acreditam ser uma espécie de monarca ou governador do povo que não deixou rasto. Povo que terá abandonado o lugar assim que os Aztecas o colocaram sobre o seu domínio. Os mesmos Aztecas que chamavam ao templo: "O lugar onde os homens se tornam deuses".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG