Cultura

Secretário de Estado da Cultura visita obras da casa de Aristides Sousa Mendes

Secretário de Estado da Cultura visita obras da casa de Aristides Sousa Mendes

O secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, visita, esta quarta-feira, a primeira fase das obras de recuperação da Casa do Passal, em Cabanas de Viriato, que pertenceu ao cônsul português Aristides Sousa Mendes.

Segundo a Direção Regional de Cultura do Centro (DRCC), depois da primeira fase de obras, orçadas em 400 mil euros, e que evitaram a ruína da Casa do Passal, haverá verbas comunitárias para prosseguir o sonho de ali criar um museu.

"O próximo quadro comunitário 2020 já contempla para a região centro (Casa do Passal) 800 mil euros para a recuperação do interior e sua musealização", refere a DRCC, em comunicado.

A Fundação Aristides de Sousa Mendes, criada em 2000, tinha como objetivo internacionalizar e divulgar a pessoa de Aristides Sousa Mendes, restaurar a casa e instalar ali um museu.

Após reunião com a fundação, a DRCC "decidiu avançar com uma candidatura ao QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional), em 2012, no sentido de recuperar a estrutura exterior e interior da Casa do Passal e a sua cobertura, tendo sido aprovada a candidatura".

"A contrapartida nacional de 15% saiu [veio] do orçamento da DRCC, uma vez que a fundação não tinha esse montante", recorda.

Segundo a DRCC, a Casa do Passal foi classificada como Monumento Nacional em 2011, "não pelo seu valor arquitetónico, mas pelo seu simbolismo".

PUB

"Este ano comemoram-se os 75 anos do ato da consciência, ou seja, o dia em que Aristides Sousa Mendes [cônsul em Bordéus] passou mais vistos a judeus", evitando a captura de milhares de refugiados, pelas forças nazis que então ocupavam França.

"A recuperação da sua casa será a maior homenagem que Portugal lhe pode prestar", acrescenta a DRCC.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG