Palco

Sistema nervoso dançante de Linder

Sistema nervoso dançante de Linder

"Shelf life (Blood/barre/brain/ cells)" do coreógrafo australiano Adam Linder foi criada para a abertura da exposição do Kravis Studio no MoMA (Museum of Modern Art de Nova Iorque) em 2020 e toma de assalto a Casa de Serralves até domingo.

Adam Linder é um nome recorrente na programação de artes performativas de Cristina Grande para o Museu de Serralves. Se a primeira incursão decorreu no auditório em 2016 com "Auto ficto reflexo", já em 2018 "Service n. 5: Dare to keep kids off naturalism" ocupou as salas do museu com quadros vivos "colados" às paredes, aproximando-se mais do trabalho atual.

A criação de Linder baseia-se na dilatação dos limites. As suas performances duracionais - desta feita de três horas, em que o público é livre de circular e escolher quanto e o que quer ver - levam os intérpretes a uma espécie de transe, onde o autoconhecimento é fundamental para regular a intensidade e a plasticidade do que se oferece ao público.

À entrada, uma bailarina num fato de neopreno, de respiração ostensivamente ofegante, pede-nos que esperemos, como se precisasse de ajuda ou tivesse algo de alarmante para partilhar, agarrada a uma barreira de plástico.

PUB

Na sala a seu lado, um ruído branco é interrompido por uma criança que dá indicações temporais a um bailarino que ora fluído, ora com as suas ações encarceradas por uma qualquer força externa, impede que o fluxo energético chegue aos seus membros. O pequeno diz "30 anos atrás" e o bailarino muda, mimetizando ações quotidianas de leitura ou de máquinas a trabalhar, como que hipnotizado pelas palavras do pequeno.

Outra intérprete irrompe pelas salas e insiste em fazer obsessivamente exercícios de barra - "battements, degagés, pliés". A cena é cómica porque apesar de ser notório o seu treino formal em dança, persiste em executá-los mal.

Numa outra sala, outra criança dá ordens a um bailarino que deambula como um felino num zoo, vendo-se ao espelho. O que aqui se explana é uma alegoria do sistema nervoso da dança.

Shelf life (Blood/barre/ brain/cells)
Casa de Serralves, Porto-até 27 de março

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG