Premium

"Só os ricos se sentem representados", diz escritora Isabel Allende ao JN

"Só os ricos se sentem representados", diz escritora Isabel Allende ao JN

Há 70 anos, Pablo Neruda acudiu a dois mil espanhóis que fugiam da ditadura de Franco, fretando um navio que os transportou até ao Chile. Foi a partir deste facto histórico que Isabel Allende escreveu o seu novo romance, "Longa pétala de mar", verso extraído de um poema de Neruda.

Ao "Jornal de Notícias", a autora de "A casa dos espíritos" não se furtou a estabelecer um paralelismo entre esses tempos e os atuais ou a comentar a agitação social por que passa o seu país.

Os heróis do seu livro fogem da guerra, mas, mesmo noutro país, a tragédia bate-lhes à porta. Não podemos fugir ao destino?
É frequente não termos controlo sobre os acontecimentos importantes que determinam a nossa vida, como a saúde, família, guerra ou catástrofes, etc. Nesse sentido, sim, podemos dizer que há destino.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG