Performance

Um pé de dança com candeeiros

Um pé de dança com candeeiros

"O baile dos candeeiros", uma tradição original da Foz do Douro, no Porto, promete animar a noite de amanhã, sábado, no âmbito do festival CCB Fora de Si, que decorre nos espaços ao ar livre do Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

A performance, integrada no projecto Belém Urbana, decorrerá a partir das 21.30 horas, na Praça do Museu. A entrada é livre.

António Oliveira, director artístico da Radar 360º, associação cultural que se tem vindo a dedicar às artes de rua, explica que este espectáculo se inspira "em rituais e tradições que remontam ao final dos anos 60. Fomos buscar inspiração para esta criação ao famoso "Baile dos cinco candeeiros", originalmente criado na Foz do Douro".

Este baile era local de convívio, local de encontro, de amores, de danças e aventuras.

No CCB, amanhã, à noite, cinco candeeiros humanos, autónomos, espalhados por pontos estratégicos, ganham as características dos espaços que habitam. Acendem, apagam, respiram, dançam, interagem e reagem. Os perfomers que dão "luz" a este baile são oriundos de diversas áreas artísticas: música, teatro, dança contemporânea e teatro físico. O objectivo do espectáculo é que, no final, o público dance com cada um dos candeeiros presentes.

Ainda amanhã, no CCB Fora de Si, uma hora mais tarde, os candeeiros darão espaço à Tora Tora Big Band. O agrupamento (uma orquestra de jazz) reúne músicos de múltiplas nacionalidades. Através de um repertório que cruza o jazz e a world music, a aposta desta formação passa pela renovação do conceito das antigas big bands que tocavam música para dançar. A Tora Tora Big Band faz o mesmo, mas, desta vez, juntam elementos e tendências sonoras, como "afro", "latin", funk, "arabic", reggae e drum 'n' bass. Ana Vitória