Sugestões

Vinhos especiais e exóticos

Vinhos especiais e exóticos

Duas propostas de qualidade exuberante e aromaticamente expressivas

O que proponho é partilhar dois novos vinhos Ervideira, que ainda não estão disponíveis no mercado e que fazem parte de um novo projeto Ervideira, intitulado "Escolha do Enólogo", cujo objetivo será criar vinhos especiais, raros, exóticos e edições limitadas.

Viognier | 2018

O primeiro é o Viognier, da colheita 2018. Este vinho resulta de mais um grande desafio Ervideira e de um compromisso junto dos consumidores de partilhar um vinho excecional.

De perfil sedutor, rico e muito exuberante, este primeiro Viognier resulta de uma aposta nas características únicas que o Alentejo proporciona na concretização de grandes vinhos. Aromaticamente expressivo, fácil, remete-nos de imediato para uma viagem com descritivos tropicais, mas com uma expressão irrequieta de toranja. Em prova revela-se cheio, gordo, denso, com uma acidez vibrante que contagia, que seduz marca e gera vontade de repetir!

Branco de Inverno | 2018

A segunda proposta será o Branco de Inverno, também da colheita de 2018. Quando sonhamos em criar um vinho, queremos que o nome reflita toda a essência desse vinho. Este Branco de Inverno surgiu de um sonho, mas também da vontade de criar um vinho de qualidade superior.

A partir das castas antão-vaz e viosinho, escolheram-se talhões de vinhas muito antigas, onde a maturidade das videiras, a exposição solar, o relevo e os solos de xisto, tenham reflexo na qualidade extraordinária do vinho. Aromaticamente intenso, este branco remete-nos de imediato para a expressão tropical da antão-vaz: ananás, manga, alperce maduro, intenso e marcante.

Em prova, o viosinho impera e traz-nos a expressão Inverno, onde a acidez, a mineralidade, a frescura transmitem vida ao conjunto. Este Branco de Inverno é estagiado nas barricas de carvalho húngaro por um período de seis meses, onde adquire estrutura, volume e elegância, dando-lhe enorme aptidão gastronómica.

Para a segunda série desta rubrica, o JN desafia os produtores a apresentarem os seus vinhos, todos os domingos, na edição impressa.