Exclusivo

Viver da "stand-up comedy" já não é uma piada de mau gosto

Viver da "stand-up comedy" já não é uma piada de mau gosto

Circuito artístico está em franco crescimento. Chegar a profissional é o grande sonho de quem se inicia.

Gracejam e fazem piadas como quem respira: o humor corre-lhes nas veias, e eles são o sangue novo da stand-up comedy (comédia em pé, à letra), que - garantem - está bem e recomenda-se.

Joana Oliveira e Tomás Matos riem e fazem rir desde pequenos. Têm 23 anos e são da geração dos que estão a dar os primeiros passos como humoristas. Atuam regularmente em bares que acolhem comédia, conquistaram o palco do Porto Comedy Fest, que decorre até sábado, e sonham com o dia em que a pergunta sobre a profissão possa ter uma só resposta: "humorista".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG