As gerações futuras também merecem ver as dunas

As gerações futuras também merecem ver as dunas
Produzido por:

As zonas costeiras assumem uma enorme importância estratégica em termos ambientais, económicos, sociais e culturais. E por isso, cada vez mais, é necessário protegê-las.

Nesse sentido, em junho de 2008, foi lançado o programa nacional de requalificação e valorização da orla costeira. No âmbito da política para as zonas costeiras, que favorece a proteção ambiental e a valorização paisagística, foi determinada a realização de um conjunto de operações de requalificação e valorização das zonas de risco e das áreas naturais degradas do litoral, designadas Polis Litoral - Operações Integradas de Requalificação e Valorização da Orla Costeira.

No âmbito deste programa foi constituída, em 28 de novembro de 2008, a Polis Litoral Norte - Sociedade para a Requalificação e Valorização do Litoral Norte, S.A.

Esta sociedade, que concluiu agora 10 anos de existência, tem como objetivo estratégico promover a requalificação do território nos concelhos de Caminha, Viana do Castelo e Esposende, assegurando a valorização diferenciada da sua identidade própria e do património natural, cultural e humano, nomeadamente pelo controlo dos processos erosivos, da ocupação urbana em zonas de risco, da destruição de habitats, da perda de biodiversidade e pela promoção das atividades económicas tradicionais. Procura também o equilíbrio e interação entre a conservação dos recursos naturais, a proteção da natureza e o desenvolvimento socioeconómico de cada região. Desta forma, tenta encontrar as soluções mais eficazes para assegurar um desenvolvimento sustentável e equilibrado.

Com a primeira empreitada em 2010, a Polis Litoral Norte começou por fazer a Requalificação Ambiental do Pinhal de Ofir, em Apúlia - Esposende. Passados dois anos, concluiu a Requalificação da Frente Ribeirinha de Esposende e, no ano seguinte, da Frente Ribeirinha de Viana de Castelo - Núcleo de Santiago da Barra. Em 2016 obteve a aprovação de sete candidaturas ao POSEUR, seis ao Norte 2020 e cinco ao Mar 2020. No ano seguinte, concluiu a Empreitada de defesa costeira e proteção de pessoas e bens na frente marítima da Praia Norte, em Viana do Castelo, e, entre 2017 e 2018 conseguiu a aprovação de mais duas candidaturas ao Norte 2020 e ao POSEUR.

Com a participação maioritária do Estado/Ministério do Ambiente e minoritária dos municípios de Caminha, Viana do Castelo e Esposende, a execução das intervenções é assegurada também com recursos a financiamento comunitário.

E, assim, com o contributo das intervenções da Polis, a zona costeira do Litoral Norte encontra-se mais preservada e cuidada, permitindo às gerações futuras a sua fruição e apreciação.