Teoria e prática, lado a lado

Teoria e prática, lado a lado
Produzido por:

O conhecimento não ocupa lugar, mas a prática também não. E no ensino profissional, tem o melhor dos dois: teoria e prática, sempre lado a lado.

A entrada no mercado de trabalho pode ser uma fase complicada e difícil na vida dos jovens que terminam a sua licenciatura ou ensino secundário. Sempre estudaram, nunca trabalharam e, por vezes, nunca praticaram o que estudaram. Daí que a prática nos cursos seja, hoje em dia, tão valorizada, precisamente por ser essencial aquando da entrada no mercado de trabalho.

Por isto, tanto a teoria quanto a prática são fundamentais. É necessário existir conhecimento sobre o que se está a fazer, mas é também essencial saber o que fazer e como fazer e, depois, praticar bastante, de forma a integrar o mercado de trabalho já com alguma experiência. E no que se relaciona com a prática antes da introdução na vida ativa, os cursos profissionais são os mais completos.

No ensino profissional, os alunos tanto possuem aulas teóricas, como aulas práticas, onde praticam e exercitam a sua futura atividade. Para além disto, na maioria dos cursos, licenciaturas ou cursos no secundário, todos os alunos realizam estágios curriculares em empresas da área do curso que frequentam. Este aspeto constitui uma mais valia com dupla vantagem, visto que é trabalho em contexto real e pode ser uma porta aberta para um futuro emprego, algo escasso nos dias de hoje.

Mas será que sabe que cursos profissionais podem encontrar-se hoje em dia? E quais as melhores escola? No Especial Ensino Profissional são apresentadas algumas escolas e centros de formação profissional, das mais variadas áreas, para que conheça um pouco mais sobre este tipo de ensino, que tanto prepara para um futuro mais promissor. São assim descritas a Escola Profissional Agrícola Conde de S. Bento, com cursos agrícolas, de restauração, de turismo e vitivinícola; a Escola Profissional Infante D. Henrique, com cursos de restauração (cozinha/pastelaria e restaurante/bar); o FOR-MAR, Centro de Formação Profissional das Pescas e do Mar, com diversos cursos virados para a vertente marítima; o CENFIM, dedicado ao setor da Metalurgia e Eletromecânica; a ATEC, com modalidades de aprendizagem para jovens com o 9º ano, e de especialização tecnológica; a EPAMAC (Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Marco de Canaveses); o Cincork, que se dedica ao setor da cortiça; a Escola Profissional de Gaia, com cursos desde auxiliar de saúde a contabilidade, entre muitos outros; o Centro Qualifica Inatel, que visa melhorar metodologias de qualificação e certificação; e a EFTA - Escola de Formação Profissional em Turismo de Aveiro. Também pode ficar a conhecer mais informações sobre o IEFP (Instituto de Emprego e Formação Profissional).

Assim, neste Especial, disponível aqui, encontra a resposta a todas as suas questões sobre este tipo de ensino profissional, que tanto se apresenta como uma mais-valia para o mercado de trabalho, visto que os alunos possuem tanto a teoria quanto a prática, conhecendo já a experiência em contexto real, através do estágio.