Transformismo

Reformado de dia, Nany Petrova à noite

Opinião

Pedro Ivo Carvalho

Cegos, surdos e endividados

A estridência das trombetas parece não estar a produzir os efeitos desejados. Os portugueses continuam a gastar à tripa-forra e os bancos continuam a emprestar-lhes dinheiro como se não houvesse amanhã. Melhor: como se não tivesse havido um ontem toldado por palavras que ainda se acotovelam nas gavetas negras da memória: austeridade, pobreza, desemprego, falência. Ao olharmos para a categorização dos créditos, percebe-se a lógica circular: o desafogo orçamental sentido por muitas famílias no pós-crise levou-as a orientar o poder aquisitivo para os alvos do costume: casa nova, carro novo. Só na concessão de créditos à habitação está mais de metade do bolo. Mas como infelizmente ninguém criou uma hashtag pomposa para tornar viral esta propensão lusitana para o abismo, não vemos os partidos a abordar o tema na sua narrativa mediática. O que se compreende: quem no seu perfeito juízo eleitoral está interessado em ser desmancha-prazeres, contrariando os bons ventos da retoma? Obviamente que abrir a torneira da Banca resultou da criação de um ambiente económico favorável, mas se a água começar a ficar contaminada (e os sinais estão à vista), a questão deixa de ser a intensidade do fluxo no abastecimento e passa rapidamente a ser a demora na instalação de um purificador.

Manuel Serrão

António Costa, cool

Antes de ir ao miniescândalo ridículo causado pelos jeans do primeiro-ministro à chegada a Luanda, vou começar por contar uma estória já antiga, tão antiga que a Manuela Moura Guedes ainda era uma pivot respeitada dos telejornais da RTP. Nesses anos finais da década de 80, inaugurava-se oficialmente (ainda que sem nenhuma parada militar no programa) mais uma edição da PORTEX, a feira da moda e do têxtil que muito fez pelas exportações do setor, a partir do Palácio de Cristal e da Exponor, desde 1987. Nesta época, a Sara Sampaio ainda não era nascida (snif) e imaginem que ainda nem sequer existiam agências de modelos, mas cada PORTEX era um acontecimento mediático que marcava a agenda dos telejornais e também, não raro, as agendas dos ministros e secretários de Estado das áreas da economia, mais, e da cultura, menos.

A sua Opinião

O Governo deve intervir sobre a especulação imobiliária?

Evasões

Notícias

Moscatel de Setúbal faz 111 anos e vai estar à prova em Lisboa

Foi há 111 anos que a região produtiva do Moscatel de Setúbal foi certificada como região demarcada. Para assinalar a data, seis produtores de vinho da Península de Setúbal vão estar presentes com os seus licorosos no trecho entre a Rua do Comércio e o Arco da Rua Augusta, em Lisboa, de 21 a 23 de setembro. No primeiro «Os Reis do Moscatel – Setúbal» participam a SIVIPA, José Maria da Fonseca, Casa Agrícola Horácio Simões, Adega Camolas, Casa Ermelinda Freitas e a Adega de Pegões, disponibilizando moscatel a copo ou em garrafa. A entrada no evento é aberta gratuitamente […]

Beber

Dona Maria: Mais de 150 cervejas artesanais em Famalicão

Estrela D"Alba, Alma, Gíria, Buja, Letra e Levare são algumas das marcas presentes nesta primeira edição do evento cervejeiro. A iniciativa partiu do Circulo de Cultura Famalicense, com o apoio da Câmara Municipal, com o objetivo de realçar a cultura alemã na cidade – mais de uma dezena de empresas alemãs estão instaladas no município. «O Oktoberfest [festival de cerveja em Munique, na Alemanha] decorre por esta altura e quisemos aproveitar a ocasião para organizar o Dona Maria», explica Filipe Castro, da organização. A Praça D. Maria II dá o nome ao festival, e é lá que vão estar montadas […]

Comer

12 restaurantes que abriram neste verão em Lisboa

Pão artesanal, pastelaria dinamarquesa, frango frito, comida vegana, alta-cozinha, cocktails de autor. As novidades na Grande Lisboa não poderiam ser mais variadas no que toca à restauração. Na reta final de um verão fértil em espaços novos, apresentamos uma lista resumida das novas moradas de comer e beber que vale a pena provar em Lisboa. Basta percorrer a fotogaleria acima para saber tudo.     Leia também: Lisboa e Porto têm dois cafés eleitos pelo "Telegraph" Descobrir as praias secretas de Lisboa num carro elétrico Lisboa: 6 bares para brindar aos 100 anos da caipirinha

Comer

Porto: 6 novos espaços de café de especialidade e doces

Agora que o verão está a chegar ao fim, é hora de fazer contas. Nas últimas semanas, vários espaços novos abriram portas no Grande Porto, dos restaurantes a bares e lojas variadas. O mesmo se pode dizer acerca dos locais dedicados ao café de especialidade e à doçaria na Invicta e arredores. Na fotogaleria acima estão seis desses exemplos.     Leia também: 13 restaurantes que abriram no Porto este verão As escolhas da Forbes para quem visita o Porto e Douro Porto: 12 restaurantes onde comer boas sanduíches

Compras

Teelegend: esta loja em Cedofeita é para geeks, nerds e Jedis

A mensagem de boas vindas à TeeLegend é capaz de arrancar sorrisos imediatos. Pelo menos a quem está mais ou menos familiarizado com o universo da "Guerra das Estrelas". «The emperor has been expecting you», diz Darth Vader quando se cruza a porta de entrada desta loja dedicada a t-shirts de séries de TV, filmes, banda desenhada, videojogos e cultura pop em geral. O projeto de Ricardo Fonseca existe desde 2015, em versão online, em mercados urbanos e na Comic Con. Todos os que quisessem desenhar t-shirts para a marca estavam convidados. Designers de todo o mundo aderiram ao apelo […]