Futebol

Claque do Boavista vai agir judicialmente contra ex-diretor desportivo Ricardo Costa

Claque do Boavista vai agir judicialmente contra ex-diretor desportivo Ricardo Costa

A claque do Boavista vai agir judicialmente contra Ricardo Costa, depois de o ex-diretor desportivo informar ter deixado os axadrezados devido a um "atentado à integridade física" e "ameaças" de adeptos num treino.

"Devido às acusações de que foi alvo por parte de Ricardo Costa enquanto funcionário do Boavista FC, Futebol SAD, e pela gravidade das mesmas, vem a claque informar que irá agir judicialmente contra o mesmo e todos aqueles que tentem de alguma forma toldar a opinião pública", lê-se em comunicado nas redes sociais dos 'Panteras Negras'.

Ricardo Costa, de 39 anos, retirou-se dos relvados em agosto de 2020 para substituir o antigo avançado senegalês Fary Faye como diretor desportivo do Boavista, num posto ocupado até sexta-feira, alegando que "não reunia mais condições para continuar".

"Nunca fomos ou tentámos ser um fator negativo nem nos revemos na qualidade de agressores como foi sugerido por Ricardo Costa. Nunca faremos nada que seja mau para o nosso clube. Iremos até ao fim do mundo na apuração de todos os factos nos locais competentes. Aí sim, a verdade virá ao de cima sem margem para dúvidas", contrapôs.

O ex-defesa internacional português foi substituído por Fary Faye, que representou o emblema do Bessa em duas ocasiões (2003-2008 e 2011-2015) e reassumiu um cargo exercido nas últimas cinco temporadas, mantendo as funções de diretor-executivo.

Os "Panteras Negras" quebraram relações com a direção do Boavista a 12 de dezembro, em plena transição técnica de Vasco Seabra para Jesualdo Ferreira, acusando os corpos sociais liderados por Vítor Murta de metas que "não passaram de promessas políticas",

PUB

No sábado, horas antes do triunfo sobre o Portimonense (2-1), da 16.ª jornada, que interrompeu um ciclo de quase três meses sem vitórias na Liga, o presidente do Conselho de Administração e o acionista maioritário da SAD do Boavista pediram união.

"Este é o momento de todos estarmos unidos em torno do Boavista FC e tanto a administração como o acionista maioritário da SAD confiam e acreditam neste grupo de jogadores, equipa técnica e 'staff'. Com o compromisso e trabalho de todos, seremos capazes de reverter a atual situação desportiva", escreveram Vítor Murta e o empresário hispano-luxemburguês Gérard Lopez, numa declaração conjunta enviada à agência Lusa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG