Futebol

Luís Filipe Vieira: "Modelo de gestão (do F. C. Porto) parou no tempo"

Luís Filipe Vieira: "Modelo de gestão (do F. C. Porto) parou no tempo"

Luís Filipe Vieira fez, esta sexta-feira, um ataque cerrado ao F. C. Porto e lembrou a "exemplar condenação" na sequência dos casos do emails que, no seu entender, escondeu a ausência de uma "estratégia própria". O orçamento do clube foi aprovado por larga maioria.

"Sejamos muitos claros, o que verdadeiramente esteve em causa é que, face à inexistência de uma estratégia própria, de uma organização e planeamento, perante o descalabro financeiro, à ausência de resultados desportivos e a um modelo de gestão que parou no tempo, esta foi a estratégia encontrada para criar um permanente ambiente de ameaça e coação sobre os diversos agentes desportivos, agora inovando para os novos modelos da criminalidade digital", destacou o líder máximo das águias, na noite desta sexta-feira, na Luz.

O dirigente falava aos sócios na Assembleia Geral para aprovar o orçamento do clube para o exercício de 2019/2020. E lembrou a "exemplar condenação da conduta ilícita do Futebol Clube do Porto e de alguns dos seus colaboradores" no âmbito do processo por "divulgação criminosa" de correspondência. Por outro lado, recordou ainda que, apesar da investigação ao processo de roubo estar em aberto, o tribunal provou "a existência de uma divulgação ilícita", além da "manipulação e deturpação do conteúdo dos emails".

"Hoje já ninguém duvida de que fomos vítimas de vários crimes de enorme gravidade. O tempo é agora da justiça, moderação nas palavras e de ação vigorosa nos locais próprios", sublinhou.

Os associados aprovaram o documento para o exercício de 2019/20. Votaram 634 Sócios (15 009 votos) e o orçamento recolheu o sim com 13 131 votos, (87,49%) e 946 contra (6,30%). A abstenção cifrou-se em 932 votos (6,21%).

Outros Artigos Recomendados