Sporting

A carta de rescisão de Patrício: "Temi pela vida"

A carta de rescisão de Patrício: "Temi pela vida"

Rui Patrício confirmou esta sexta-feira a rescisão de contrato com o Sporting. Na missiva, a que o JN teve acesso, o guarda-redes justifica a decisão com factos atentatórios da sua "segurança e integridade física", fazendo-o "temer pela vida".

O guarda-redes Rui Patrício rescindiu contrato com o Sporting, devido ao clube ter posto em causa a sua "integridade física", não lhe dando as "condições mínimas" para exercer a sua profissão, e que temeu pela própria vida.

Numa carta de rescisão de 34 páginas, assinada pelo próprio Rui Patrício, o internacional português enumera e revela vários episódios e mensagens escritas pelo presidente Bruno de Carvalho, a partir de janeiro deste ano, e acrescenta que poderá avançar para um pedido de indemnização por "danos de natureza não patrimonial", que alegadamente sofreu.

Leia aqui a carta de rui Patrício na íntegra.

"Fui alvo de violência psicológica e de violência física. Isto não pode deixar de constituir justa causa, para que eu, preservando a minha dignidade pessoal e profissional, me liberte do contrato que me liga ao Sporting", lê-se na carta.

Rui Patrício confirma que Jorge Jesus foi despedido

Neste mesmo documento, o guarda-redes da seleção nacional confirmou que a equipa técnica foi despedida logo após o jogo da Madeira, em que o Sporting perdeu por 2-1 contra o Marítimo, ditando o afastamento da Liga dos Campeões.

"Antes da reunião com os jogadores, o presidente reuniu com a equipa técnica e informou-os que o Sporting não contaria mais com eles", explicou Rui Patrício.

"Ou seja, a seis dias da final da Taça de Portugal, o presidente entendeu que a melhor maneira de dar estabilidade ao grupo de trabalho para poder disputar esse jogo até porque, a vitória nesse troféu seria a única maneira de conseguir o acesso direto à fase de grupos da Liga Europa, foi despedir a equipa técnica!", revelou.

Gelson foi avisado do ataque

"Gelson reparou, já depois de terminado o ataque, que tinha recebido uma mensagem de um adepto, seu conhecido e da claque, a avisar que os agressores estavam a chegar", escreveu o atleta.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG