Premium

Adepto portista despedido da Luz por festejar golo de Herrera

Adepto portista despedido da Luz por festejar golo de Herrera

Pedro Lima é adepto do Benfica e cresceu com portistas na Sé. Pedro Ferreira nasceu em Lisboa e é portista desde o berço. Foi despedido por festejar o golo de Herrera na Luz.

O coração bate forte em dia de Benfica - F. C. Porto, mas para alguns adeptos o cartaz é ainda mais especial, tendo em conta a paixão que alimentam desde o berço em território inimigo, digamos assim. Pedro Lima, 38 anos, é benfiquista dos sete costados mas viveu sempre no Porto e até brincou e deu os primeiros pontapés na bola no largo da Sé com muitos amigos... portistas. "No meio deles, às vezes, é mais complicado, mas nunca me senti em risco por ser do Benfica e morar no Porto. É preciso separar as coisas e, felizmente, nunca tive nenhum problema. Depende muito da personalidade das pessoas e de saber estar", diz Pedro Lima, enquanto aconchega no pescoço o cachecol das águias.

"Na escola, ouvi umas bocas mas nada de especial. Aprendi a criar defesas e a dar troco, mas sempre num clima de amizade. Há coisas mais importantes que o futebol", concluiu o adepto encarnado, que em dias de grandes jogos até desafia os portistas. "Eles ficam muito nervosos quando jogam com o Benfica. Tenho um amigo especial, o Paulo Pires, que nem me atende as chamadas nem responde às mensagens nesse dia. Ele é que fica a perder, pois a maioria das vezes só o quero convidar para almoçar", diz, divertido. Para a meia-final de Braga, Pedro Lima tem uma convicção profunda: "Vamos ganhar, 1-0. O F. C. Porto não pode ganhar tudo este ano. O miúdo, o João Félix, vai marcar".