Exclusivo

Adeptos choram a descida da Académica e culpam os dirigentes

Adeptos choram a descida da Académica e culpam os dirigentes

Muitas interrogações em relação ao futuro. Página negra num clube com 134 anos

A Académica, um dos históricos clubes nacionais, vai disputar a Liga 3 em 2022/23, depois de 88 épocas consecutivas, desde 1934/35, entre a primeira e a segunda divisão do futebol português. Os adeptos não escondem a mágoa e apontam o dedo à estrutura. Sentado na esplanada do café Velha Academia, a meio caminho entre o pavilhão da Académica e o Estádio Cidade de Coimbra, Eduardo Loureiro recorda as grandes equipas da Briosa. "Lembro-me da equipa vice-campeã nacional em 1967 e das finais da Taça de Portugal", aponta.

Numa mesa próxima, Gilberto Nunes é bem mais crítico com a administração. "Em janeiro foram buscar jogadores que nunca jogaram", ataca o professor de Educação Visual, agora aposentado. O anúncio de um investidor, a norte-americana Athlon, para uma futura SAD, deixou Gilberto Nunes ainda mais indignado. "Anunciam um investidor à última da hora, no fim do jogo que confirmou a descida, e não perguntam nada aos sócios?", questiona. Para Gilberto, não há benefício da dúvida em relação à atual administração para as eleições de 15 de maio. "Só se não tiverem vergonha é que se candidatam", conclui.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG