Espanha

Advogado diz que Ronaldo se sente "injustiçado" e afirma inocência

Advogado diz que Ronaldo se sente "injustiçado" e afirma inocência

António Lobo Xavier considera que "falar de um crime é um absoluto absurdo".

António Lobo Xavier, advogado de Cristiano Ronaldo em Portugal, reafirmou a inocência do jogador português no caso de alegada fraude fiscal em Espanha.

À SIC Notícias, Lobo Xavier, adiantou que o seu cliente "em 2014 pagou pelos anos 2011, 2012, e 2013 e ainda por cautela pagou os anos anteriores, que estariam caducados", acrescentando que "falar de um crime é um absoluto absurdo". O advogado defende ainda que esta é "uma matéria técnica que é óbvio que ele (Ronaldo) não domina e sobre a qual não poder ter uma consciência clara".

António Lobo Xavier afirma ainda que Cristiano Ronaldo pagou, em Espanha, imposto de uma estimativa da percentagem dos direitos de imagem imputáveis ao país.

"Os consultores de Ronaldo resolveram ser prudentes e imputaram 20% [das receitas dos direitos de imagem] a Espanha e 80% ao resto do mundo", explicou o jurista.

"Esta notícia é uma total surpresa e o jogador sente-se injustiçado", completou o advogado de CR7.

Lobo Xavier disse ainda que o caso do jogador português é diferente do caso de Lionel Messi, também desavindo com o fisco espanhol.

"O caso de Messi e de outros jogadores conhecidos que foram perseguidos pelo fisco espanhol é completamente diferente, porque esses jogadores não declararam nada", explicou.

Recorde-se que o fisco espanhol acusa Cristiano Ronaldo de ter evitado pagar de forma "consciente" e voluntária" 14,7 milhões de euros em impostos por verbas recebidas pela exploração dos seus direitos de imagem.

Outros Artigos Recomendados