O Jogo ao Vivo

Futebol

Agressões entre dirigentes na tribuna VIP do estádio do Famalicão

Agressões entre dirigentes na tribuna VIP do estádio do Famalicão

Dirigentes do Famalicão e Académico de Viseu envolverem-se, este sábado, em confrontos físicos, em plena tribuna presidencial do estádio famalicense, no decorrer da partida entre as duas equipas, a contar para a 10.ª jornada da LigaPro.

As agressões entre dirigentes e respetivos convidados, que estavam instalados na tribuna VIP do recinto, aconteceram já na segunda parte do encontro, obrigando a intervenção da polícia e dos assistentes de segurança do recinto para pôr cobro à situação.

O incidente, que durou alguns minutos, começou com uma troca de palavras entre responsáveis dos dois clubes, na sequência de um lance do jogo, derivando para agressões entre ambas as partes.

A situação inflamou o público presente, que foi em defesa dos dirigentes locais, obrigando a uma intervenção mais incisiva dos agentes de policiais e dos elementos de segurança, que, depois de separar os envolvidos, escoltaram os dirigentes e convidados da formação de Viseu para o exterior do recinto.

Na sequência do incidente, e segundo fonte da PSP, as autoridades identificaram quatro elementos envolvidos nas agressões.

O episódio surgiu na segunda parte do encontro, numa altura em que o Académico de Viseu vencia por 1-0, com uma golo de Avto, no primeiro tempo, num resultado que prevaleceu até ao final.

Já na sala de imprensa, o diretor de comunicação do Famalicão Jorge Rita, afirmou que o incidente "é reflexo do comportamento de André Castro [diretor desportivo do Académico de Viseu] ao longo da partida, pois depois de ter saído do banco, dirigiu-se para tribuna presidencial, onde houve, mais tarde, uma troca de palavras, que se lamenta, e que os dirigentes tentaram sanar, mas gerou-se a confusão que todos assistiram. Mas já está tudo ultrapassado".

Também na sala de imprensa, o responsável pela comunicação do Académico de Viseu, José Alberto Ribeiro, afirmou: "Somos gente de bem, e apesar do se passou, creio que ficou tudo bem".