Futebol

Agressões entre adeptas no Pedras Rubras-Pedrouços

Agressões entre adeptas no Pedras Rubras-Pedrouços

O dérbi entre Pedras Rubras e Pedrouços (2-2), no domingo, a contar para a Divisão de Elite da A. F. Porto foi quente dentro de campo e violento fora dele.

Desacatos entre adeptos marcaram a partida e trouxeram INEM e a polícia ao local para levarem um homem, com o maxilar fraturado, para o hospital. A confusão começou entre adeptas e envolveu, em seguida, os maridos. O outro ferido foi a esposa do agredido, prontamente, assistida no local.

Ao JN, Alfredo Santos, presidente do Pedras Rubras, preferiu não fazer grandes comentários ao sucedido, mas deixou um reparo à Associação de Futebol do Porto, entidade organizadora da prova: "Que vejam o filme do jogo, reparem quem começa [a confusão] e que decidam se querem voltar ao passado".

Os dois adeptos agredidos eram simpatizantes do Pedras Rubras e o representante máximo do clube refere-se aos agressores como "pessoas que já estiveram envolvidas em desacatos deste género e continuam a pisar relvados", disse num tom de incompreensão.

Por fim, Alfredo Santos lamenta a realidade na qual está inserida o clube que preside, mas sublinha que "se for para voltar ao passado [com mais confrontos destes entre adeptos] vamos à luta".

Fonte da A. F. Porto explicou ao JN que o organismo vai averiguar o que realmente se passou no jogo e agirá em conformidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG