TAD

Águia apela ao fim do Conselho de Disciplina

Águia apela ao fim do Conselho de Disciplina

SAD aumenta o tom e recorre do castigo de Henrique Araújo para o TAD. Jogador mantém inibição de jogar, sábado, em Guimarães, já que a ação não tem efeitos suspensivos.

O clube da Luz endureceu, esta quarta-feira, o ataque ao Conselho de Disciplina (CD) e depois de o acusar de perder toda a "credibilidade" - comunicado na terça-feira -, assume que "está na altura de a FPF acabar com este órgão que nada mais faz que descredibilizar e desprestigiar o futebol português". A posição assumida na "newsletter" é defendida internamente pelos responsáveis que, sabe o JN, ambicionam uma nova arquitetura do edifício jurisdicional, atualmente sustentado nos Conselhos de Disciplina e de Justiça.

O clube apresentou recurso no TAD da sanção a Henrique Araújo que considera "desproporcionada" e de uma fonte com "falta de equidade e critério".

PUB

"O Conselho de Disciplina da FPF penalizou em 890 euros o clube cujo adepto cometeu um ato racista, enquanto o Benfica, além do jogador suspenso por um jogo, ainda é multado em cerca de 64 mil euros pelas declarações face a erros de arbitragem", refere a nota sobre o atleta impedido de alinhar no duelo com o V. Guimarães, sábado, naquela cidade minhota.

Noutro plano, o plantel prepara o encontro com os vimaranenses. João Mário e Gonçalo Ramos, que estiveram ao serviço das seleções, já passaram pelo Seixal, mas o grupo só fica esta quinta-feira completo com os regressos de Otamendi, Enzo e Vlachodimos aos trabalhos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG