Desporto

Águia passa no teste de Braga

Águia passa no teste de Braga

O Benfica venceu, este sábado, em Braga por 2-1, com golos de Salvio e Lima, e voltou a isolar-se, provisoriamente, no primeiro lugar do campeonato. As águias esperam, agora, o desfecho do duelo de segunda-feira entre o F. C. Porto e o Gil Vicente. Veja os lances do jogo.

Que início de jogo no Estádio Axa! O Benfica só precisou de cinco minutos para levar os seus adeptos à loucura, com Gaitán, que jogou a "dez" perante a ausência do lesionado Cardozo, a assistir Salvio que, depois de ver Beto travar o primeiro remate, foi mais rápido do que Haas para, na recarga, atirar a contar. O Braga reagiu bem, muito bem mesmo, à desvantagem, mas o excesso de confiança de Mossoró - tentou um chapéu a Artur - e a lentidão de Alan impediram o empate.

O perigo voltou a rondar a baliza encarnada num dos meus cantos favoráveis à equipa da casa, mas Artur mostrou classe ao travar o cabeceamento de Haas. E quando cheirava a empate no Minho, foi o Benfica que mostrou eficácia, aos 35 minutos.

Contra-ataque conduzido por Gaitán, com o argentino a lançar, de trivela, Lima que rematou para o 2-0 com a ajuda, involuntária, de Beto. O avançado, que trocou Braga pela Luz no último defeso, não festejou.

O Braga não deu o jogo como perdido na segunda parte e partiu em busca do golo, mas a pressão do Benfica era forte e, quando o espaço surgiu, Éder atirou, de primeira, para defesa de recurso de Artur. Na resposta, foi Salvio a testar a atenção de Beto.

O golo da esperança minhota surgiu aos 77 minutos, quando um grande passe de Éder, aliado a um corte falhado de Jardel, permitiu ao recém-entrado João Pedro estrear-se a marcar com as cores arsenalistas. No entanto, pouco depois Haas foi expulso, com vermelho direto após derrubar Lima que seguia isolado, e o Benfica conseguiu segurar a vantagem e os três pontos.