Benfica

Águias atiram-se à arbitragem no clássico

Águias atiram-se à arbitragem no clássico

O jogo entre F. C. Porto e Benfica continua a dar que falar e desta vez foram as águias que se queixaram da arbitragem na habitual newsletter, nomeadamente da falta de intervenção do VAR no golo de Fábio Vieira.

"Os erros acumulam-se e, ontem, no Dragão, a lista, já longa, aumentou ainda mais. É inconcebível que a ilegalidade no lance do primeiro golo portista não tenha sido comunicada pelo videoárbitro. A bola foi dominada com o braço esquerdo e, apesar da possibilidade de se socorrer a imagens de inúmeros ângulos, nada foi feito. E depois, na segunda parte, ocorreu a falta evidente sobre Everton na área portista que, aparentemente, nem sequer mereceu uma análise cuidada de quem tem por missão auxiliar, com recurso à tecnologia, a difícil tarefa de ajuizar lances no relvado.

Como é possível que o árbitro não tenha sido chamado para analisar os lances do primeiro golo portista e da grande penalidade sobre Everton? Já no jogo da semana passada houve um golo anulado a Darwin por 4 centímetros, ficando para muitos a dúvida se o frame utilizado era o correto. Da mesma maneira que o pisão de que Darwin foi vítima também não mereceu qualquer análise", escrevem os responsáveis encarnados.

PUB

Além destes lances também a amostragem de carões amarelos motivou críticas da parte das águias. "De resto, a arbitragem no jogo, obviamente influente no resultado pelo acima exposto, pecou ainda por critérios díspares na admoestação de cartões amarelos. Não criticamos o duplo amarelo a André Almeida mas somos então obrigados a relevar que outros lances houve, protagonizados por jogadores adversários, que não mereceram o mesmo rigor.

Acrescente-se que os erros flagrantes de ontem são acompanhados hoje por uma tremenda falta de honestidade intelectual por parte de alguns analistas de arbitragem da nossa praça, os mesmos de sempre, mas isso é algo a que também já estamos habituados e já ninguém espera que dali venha algo melhor do que a mediocridade".

A terminar o emblema lisboeta fez ainda o ponto de situação da prestação encarnada na Liga. "Quanto às contas do Campeonato, a situação está difícil, mas longe de resolvida. Em cada jornada, temos a obrigatoriedade de tudo fazer para vencer e tentar reduzir distâncias. A próxima jornada será disputada na Luz, com o Paços de Ferreira, dia 9 de janeiro", termina a publicação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG