Desporto

Aimar, o "embaixador" da Argentina em Portugal

Aimar, o "embaixador" da Argentina em Portugal

O argentino Pablo Aimar foi esta segunda-feira considerado como "um grande embaixador" do futebol pelo secretário de Estado do Desporto e Juventude, Alexandre Mestre, na cerimónia em que o jogador do Benfica recebeu uma distinção pela "excelência desportiva".

O futebolista, de 32 anos, homenageado em Lisboa pela embaixada do seu país e pela Lide Portugal (Grupo de Líderes Empresariais), não escondeu a timidez e reserva ao receber o prémio. "Custa-me falar assim perante tanta gente, não creio merecer tanto carinho", disse.

Acompanhado pela mulher e pelos três filhos, emocionou-se ao ouvir as palavras de Mestre, que recordou os rasgados elogios feitos a Aimar por Maradona, dizendo: "Eu subscrevo totalmente".

Numa assistência em que se viam muitas figuras do futebol, destacavam-se o treinador Jorge Jesus e vários jogadores do plantel "encarnado", bem como dirigentes e responsáveis pelo futebol do clube.

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, enviou mensagem. "Há jogadores que deviam ser eternos, e tu és um deles", elogiou o líder do clube, para quem a "extrema humildade e dedicação" de Aimar impediram que atingisse "o patamar mais elevado que merecia"".

"A camisola do Benfica será sempre tua", e "gostaria que o Benfica fosse sempre uma das tuas 'pátrias'", referia ainda a carta de Luís Filipe Vieira.

Questionado sobre a ligação ao clube da Luz, nomeadamente sobre a eventual renovação de contrato, Aimar adiantou que "não há ainda nada" e que naquele momento não pensava no futuro, mas no seu passado.

No entanto, realçou a excelente relação com o Benfica. "Mentiria se dissesse que não me sinto bem. Tenho 32 anos e quero continuar a jogar e a dar o máximo. Não me falaram de continuação, não há proposta, mas espero merecê-la", disse o jogador argentino.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG