Voleibol

AJM/F. C. Porto vence o Leixões e conquista quarta Supertaça seguida

AJM/F. C. Porto vence o Leixões e conquista quarta Supertaça seguida

A AJM/F. C. Porto conquistou, esta quarta-feira, a quarta Supertaça feminina de voleibol, após bater o Leixões por 3-2, num jogo muito equilibrado que foi disputado no Pavilhão Municipal de Santo Tirso.

A AJM/FC Porto conquistou hoje a sua quarta Supertaça feminina de voleibol, após bater o Leixões por 3-2, num jogo muito equilibrado que foi disputado no Pavilhão Municipal de Santo Tirso.

Depois de se ter imposto no set inaugural, as campeãs nacionais foram derrotadas nos dois seguintes por um Leixões motivado e determinado e resolveram a contenda a seu favor numa 'negra' em que a posto norte-americana Kyra Holt foi decisiva com o remate poderoso.

PUB

O primeiro set foi equilibrado até aos 8-8, mas a partir deste momento a AJM/F. C. Porto conseguiu um parcial de 3-0 e saltou para a frente do marcador, tendo triunfado por 25-21 com um remate mais colocado do que em força de Kyra Holt.

O Leixões começou a perder o parcial seguinte, mas empatou, passou para a frente do marcador e deixou o seu opositor cinco pontos atrás (2-7). Maria Lopes e uma consistência maior a vários níveis permitiram à equipa de Matosinhos manter-se na frente e fechar este parcial por 24-26.

Embalado, o Leixões continuou a ser mais forte do que o adversário no terceiro parcial e de pouco valeram ao adversário as duas pausas que o seu técnico, Rui Moreira, pediu num curto de espaço de tempo, quando o resultado registava 3-7 e 8-12.

Maria Lopes e a veterana Juliana Antunes (37 anos) mostraram-se inspiradas e guiaram o Leixões para um triunfo seguro neste terceiro set, enquanto a AJM/F. C. Porto evidenciava intranquilidade e fragilidade nas suas ações.

O quarto parcial foi o mais equilibrado, emotivo e intenso e pendeu para o lado da AJM/F. C. Porto, sendo que as leixonenses tiveram quatro ocasiões para fechar o set - e o jogo - a seu favor (25-26, 26-27, 27-28 e 28-29) e levar o troféu.

Juliana Antunes esteve em foco neste parcial, mas do outro lado brilhou também Kyra Holt, com os seus remates fortes. Depois de muita luta e incerteza, Kyra Holt fez o 31-30 e a seguir serviu, tendo a líbero Beatriz Basto enviado a bola para fora e entregado assim a vitória ao rival por 32-30.

Num jogo em que houve video challenge, o Leixões beneficiou desta tecnologia, que permite esclarecer lances mais duvidosos, para fazer o 0-2 no quinto e derradeiro parcial e depois conseguiu mesmo um 2-4 a seu favor, mas tudo mudou daí para a frente.

A AJM/FC Porto empatou, ganhou depois uma pequena vantagem (5-4, 6-5 e 7-6), foi-se distanciando no marcador e vencia por dois pontos quando as equipas trocaram de campo (8-6).

O Leixões tentou resistir, mas o adversário tomou conta do jogo e Kyra Holt colocou a equipa a vencer por 13-9 e a dois pontos do triunfo no set e no encontro.

Apesar da sua garra e resistência, o Leixões já não teve forças para travar a AJM/F. C. Porto, que ganhou o parcial por 15-12 e o jogo por 3-2, conquistando, deste modo, a Supertaça de voleibol feminino 2022, num jogo a que assistiu o presidente portista, Pinto da Costa, e no qual as duas equipas tiveram um forte apoio dos seus adeptos.

Ficha de jogo:

Jogo no Pavilhão Municipal de Santo Tirso

AJM/F. C. Porto - Leixões, 3-2

Parciais: 25-21, 24-26, 16-25, 32-30 e 15-12.

Com arbitragem de Rui Carvalho e Vítor Gonçalves, as equipas alinharam:

AJM/F. C. Porto: Clarisse Peixoto, Jurja Vlasic, Klara Vyklicka, Janaina Vieira, Renata Colombo, Kyra Holt e Joana Resende (líbero). Jogaram ainda: Aline Delsin, Ana Gamboa, Thuany Bardin e Tia Jimerson

Treinador: Rui Moreira

Leixões: Gabriela Coelho, Juliana Antunes, Pauline Martin, Carina Moura, Maria Lopes, Helena Monteiro e Beatriz Basto (líbero). Jogaram ainda: Melissa Paez e Inês Sousa

Treinador: Miguel Coelho

Assistência: cerca de 700 espetadores

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG