Futebol

André Villas-Boas: "Restam-me dois anos de carreira, no máximo"

Eduardo Pedrosa Costa

André Villas-Boas recordou os momentos vividos com o F. C. Porto na Liga Europa

Foto André Rolo / Global Imagens

Antigo treinador do F. C. Porto revelou que apenas quer aceitar os projetos mais adequados.

No início do ano revelou a intenção de treinar uma seleção nacional e agora reforçou-a. André Villas-Boas explicou que apenas está interessado em ingressar em "projetos específicos", que já tem em mente, que "têm de acontecer na altura certa, com as pessoas certas", revelou à Sport TV, durante a final da Liga Europa na quarta-feira.

"Agora sou muito seletivo nestes projetos que escolho. Tenho também outras ambições, que são públicas e, portanto, também é uma fase de preparação para as mesmas. Com calma, acho que os desafios têm de ser bem escolhidos e os projetos têm de ser um corpo comum de ideias", acrescentou.

André Villas-Boas recordou ainda aquilo que viveu com o F. C. Porto nas competições europeias. "Momentos como este (final da Liga Europa), estas magias que me trazem memórias vão ser sempre importantes. O cheiro do relvado, o sentir os balneários, o falar sobre equipas... são especiais e trazem-me mais próximo do jogo", disse.