Espanha

Jogador vai ao casamento do irmão e treinador garante que não joga mais

Borja Garcés

Foto Carmen Jaspersen / Afp

Borja Garcés, que joga no Leganés cedido pelo Atlético de Madrid, não está a atravessar um bom momento. O atleta contrariou as ordens do clube e faltou a um jogo diante do Tenerife, para ir ao casamento do irmão e o treinador garantiu castigo pesado.

A jogar no Leganés, que ocupa o lugar de despromoção na segunda liga espanhola e precisa de pontos como nunca, Borja Garcés já não deve somar mais minutos no clube madrileno e tudo por causa do casamento do irmão. O avançado de 22 anos alegadamente não cumpriu as regras do clube, que não o autorizou a ir, e viajou na mesma até Melilla para assistir à cerimónia. O castigo, claro, não se fez esperar, ainda mais tendo em conta que, nessa jornada, o Leganés ia jogar diante do Tenerife, adversário direto na luta pela permanência, e acabou por perder (2-1).

Após o apito final, o treinador Asier Garitano garantiu que, enquanto orientar o Leganés, o jogador, que disputou nove jogos, não vestirá mais a camisola do clube de Madrid.

"Eu explico. Há dois dias pediu-me autorização para assistir ao casamento do irmão. Não lhe dei autorização porque tínhamos treino. Sei que também fez esse pedido ao clube e o clube respondeu-lhe que não podia ir. Sem autorização do clube e do treinador, o Borja faltou ao treino e foi ao casamento em Melilla. Enquanto aqui estiver aqui, esse rapaz não volta a vestir a camisola do Leganés", disse na conferência de imprensa. Já segundo " Carrusel Deportivo", fontes próximas do atleta garantiram que Borja Garcés pediu e teve autorização para assistir apenas à cerimónia religiosa e podia regressar às 16 horas, a tempo do jogo, mas, já no aeroporto, soube que não ia ser convocado e acabou por ficar em Melilla.