Itália

Roma volta a tropeçar e Nápoles empata em final de loucos

Mourinho não ficou agradado com a arbitragem

Foto Epa/elisabetta Baracchi

A equipa de José Mourinho perdeu no embate com o Bolonha (1-0) e perdeu a oportunidade de se aproximar do quarto classificado e o Nápoles não foi além de um empate na deslocação ao terreno do Sassuolo (2-2), sendo que a equipa da casa viu dois golos anulados nos descontos.

Na 15.ª jornada da Serie A assistiram-se a quatro jogos repletos de entusiasmo, mas que não proporcionaram grandes alterações na classificação, a não ser aproximações pontuais entre lugares.

Em Bolonha a Roma, de José Mourinho, saiu derrotada (0-1), apesar de ter dominado grande parte do encontro. O autor do golo da vitória foi Svanberg, aos 35 minutos. No final o treinador português lançou-se à arbitragem, que o admoestou por protestos no decorrer da segunda parte. "Parabéns ao Bolonha e a Mihajlovic pela conquista dos três pontos. Mas eu também faço questão de dar os parabéns aos meus jogadores, porque deram o máximo contra tudo e contra todos. Houve lesões antes e depois do jogo, alguns jogadores não estavam no seu melhor, mas lutaram e estou orgulhoso por isso», assinalou o "special one".

Apesar da derrota os romanos continuam em quinto lugar, com 25 pontos e o Bolonha subiu à oitava posição da liga italiana.

No encontro mais entusiasmante da tarde o Nápoles deixou fugir uma vantagem de dois golos e não foi além de um empate em casa do Sassuolo (2-2). O equilíbrio marcou o ritmo da partida, que só fim começou a aquecer: Scamacca reduziu para 2-1, aos 71 minutos, e Ferrari fez o 2-2, quase em cima do minuto 90. O Sassuolo ainda marcaria por duas ocasiões nos descontos, mas ambos os golos foram invalidados por falta atacante.

Mesmo com este desfecho o Nápoles mantém a liderança da classificação e o Sassuolo segue em 12.º lugar.

Em Milão prevaleceram os favoritos. O Inter dominou completamente o Spezia, tendo tido 31 oportunidades de golo, mas só conseguiu ganhar por 2-0, com golos de Gagliardini e Lautaro Martínez, permanecendo na terceira posição da tabela. Já o AC Milan triunfou, facilmente em Génova (0-3), através do bis de Junior Messias e do golo de Zlatan Ibrahimovic. Esta vitória deixa os milaneses na segunda posição, com 35 pontos, mais um do que os rivais da cidade.