Empate bastou

Sporting carimba passaporte para "final-four" da Champions de futsal

Jogadores do Sporting festejam

Foto Pedro Rocha / Global Imagens

O Sporting garantiu, este domingo, o acesso à "final-four" da Liga dos Campeões de futsal ao empatar (1-1) com os russos do Ekaterinburg no terceiro e derradeiro jogo do grupo B da ronda de elite da competição.

Com este resultado, o Sporting junta-se a Benfica, Tyumen (Rússia) e FC Barcelona na luta pela revalidação do título europeu na "final-four" da Liga dos Campeões de futsal.

Depois de dois jogos mais 'fáceis', diante dos croatas do Olmissum e os neerlandeses do Hovocubo, o Sporting teve hoje diante dos russos do Ekaterinburg de puxar pelo seu melhor futsal e jogar com muita inteligência, já que o adversário apostava essencialmente no duelo físico. E por isso foi sentindo dificuldades para chegar à zona de finalização e conseguir fazer remates enquadrados.

Aliás, foram poucas as situações, permitidas por ambas as equipas, de remate para além da linha de nove metros, o que prova os cuidados que tanto Sporting como Ekaterinburg tinham no capítulo defensivo.

Os leões iam arriscando mais, aproveitando o bom jogo de pés do guarda-redes Guitta - mais tarde com Bernardo Paçó depois da lesão deste - para procurar superioridade numérica, contudo foi com um remate, pouco depois da linha de meio-campo que Caio Ruíz, aos 13 minutos, levou a bola a bater na trave da baliza defendida por Zurab Kalmakhelidze.

Com a possibilidade de jogar com dois resultados (vitória e empate) fruto da diferença entre números de golos marcados e sofridos - 11-3 para o Sporting e 8-3 para o Ekaterinburg - o nulo que verificava o intervalo ia favorecendo os 'leões'.

Contudo, um campeão não se satisfaz com empates, motivo pelo qual a formação de Alvalade arriscou mais e, aos 28, ia sendo surpreendida quando Sokolov colocou à prova os reflexos de Bernardo Paçó. O mesmo aconteceu, aos 30, com a tentativa de Ivanov.

Sem desarmar, os leões ainda sonharam com a vitória com o golo de Waltinho, aos 31, após jogada de insistência de Alex Merlim, na esquerda, que serviu o brasileiro para o 1-0.

Mas estar na condição de vencedor foi 'sol de pouca dura', já que na resposta Dmitriy Prudnikov, que roubou a bola a Waltinho, restabeleceu a igualdade (1-1).

Com cinco faltas acumuladas a quatro minutos do apito final, o Sporting ainda se colocou numa posição difícil. Não poderia fazer mais nenhuma falta sob pena de ser sancionado com um livre de nove metros.

Somando a isto, logo de seguida o Ekaterinburg apostou no cinco para quatro, com Dmitriy Prudnikov no papel de guarda-redes avançado, mas os 'leões' aguentaram bem a pressão, defenderam com mestria e mantiveram a igualdade até ao apito final.

Ficha de jogo:

Jogo realizado no Pavilhão João Rocha, em Lisboa

Sporting -- Ekaterinburg, 1-1

Ao intervalo: 0-0

Marcadores:

1-0, Waltinho, 31 minutos; 1-1, Dmitriy Prudnikov, 32

Equipas:

Sporting: Guitta, Erick, João Matos, Diego Cavinato e Alex Merlim. Jogaram ainda: Bernardo Paço, Zicky, Pauleta, Waltinho, Miguel Ângelo, Cardinal e Caio Ruiz.

Treinador: Nuno Dias

Ekaterinburg: Zurab Kalmakhelidze, Sergei Abramov, Dmitriy Prudnikov, Nikita Fakhrutdinov e Anton Sokolov. Jogaram ainda: Valery Dmin, Machim Gerasimov, Sergey Sorokin e Egor Ivano

Treinador: Evgeny Davletshin

Árbitros: Gabor Kovaks (Hungria) e Mark Birkett (Inglaterra)

Ação disciplinar: cartão amarelo para Waltinho (07), Alex Merlim (18) e Sergei Abramov (34)

Assistência: cerca de mil espetadores

Relacionadas