Exclusivo

Análise ao jogo: "Felizes dos adeptos que puderam ver sete golos"

Análise ao jogo: "Felizes dos adeptos que puderam ver sete golos"

Sete golos num dérbi acontece uma vez por outra. E geralmente quando uma das equipas já está com o campeonato resolvido, como era o caso. Viu-se que tanto Benfica como Sporting queriam vencer. Foi excelente para o espetáculo.

1. Eficácia do Benfica deu um empurrão importante
A primeira parte resume-se à eficácia do Benfica. Os encarnados tiveram um maior ascendente, sobretudo nas situações de perigo e de finalização. E as estatísticas comprovam isso mesmo. O Benfica fez cinco remates, os cinco enquadrados, e desses cinco remates três resultaram em golo. Do outro lado, estava um Sporting com vontade de permanecer invicto, mas notou-se a ausência de dois pilares no meio-campo: João Mário e Palhinha.

2. Dérbi que ninguém gosta de perder foi ingrato para os leões
Apesar do Ruben Amorim ter dito que precisou de chamar os jogadores à Terra para este jogo, é normal que exista uma ligeira descontração depois de festejarem o título de campeões nacionais. E ainda se torna mais normal quando estamos perante uma equipa tão jovem. Quando o jogo ficou 3-0, os alarmes começaram a soar e o Sporting reagiu. As substituições com o decorrer do embate também ajudaram na redução da desvantagem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG