O Jogo ao Vivo

Futebol

Antigo árbitro colombiano acusado de assédio sexual a outros árbitros

Antigo árbitro colombiano acusado de assédio sexual a outros árbitros

O antigo árbitro colombiano Oscar Julian Ruiz, um dos mais importantes da América do Sul, é acusado de chantagem e assédio sexual a outros árbitros, os quais apenas subiriam na carreira a troco de favores.

A denúncia foi feita pelos ex-árbitros Harold Perilla e Carlos Chavez, que acusam Oscar Ruiz de toques sexuais e insinuações, enquanto Javier Reina acusa Ruiz de o ter afastado da comissão de árbitros, depois de ter denunciado algumas situações.

"Desde 2007 e até me retirar, ele assediava-me. Tentou tocar-me os testículos e as nádegas, e fazia insinuações (...), que podia levar-me longe, porque tinha muito poder", acusou Harold Perilla, que apresentou queixa criminal.

De acordo com o mesmo árbitro, que se retirou no último ano, Oscar Ruiz tinha o poder de escolher os membros do conselho de arbitragem, órgão responsável pelas nomeações no campeonato colombiano.

Também Carlos Chavez acusa o antigo árbitro de assédio, relatando um episódio em que o ex-internacional, que esteve nos Mundiais de 2002, 2006 e 2010, lhe tocou as nádegas à saída dos chuveiros, referindo que era um pagamento.

Entre os visados está também Imer Machado, igualmente antigo árbitro da FIFA e membro do Conselho de arbitragem da Federação colombiana, que tal como Oscar Ruiz, terá assediado Perilla.

"Aproximou-se de mim e tocou-me os testículos. Foi horrível. Agarrou-me as nádegas e menosprezou o meu trabalho. Na ocasião não o denunciei, hoje sim, e a Ruiz também", disse Harold Perilla.

As denúncias contra os antigos árbitros internacionais colombianos juntam-se à crise que vive o futebol no país, com outras acusações de assédio sexual, nas equipas femininas de sub-17 e seniores.