Futebol

António Salvador: "Não estou decepcionado com o Carlos Carvalhal"

António Salvador: "Não estou decepcionado com o Carlos Carvalhal"

O presidente do Braga abordou, esta segunda-feira, a derrota diante do Vitória de Guimarães e garantiu que Carlos Carvalhal vai cumprir o contrato até ao fim.

"O jogo com o Vitória não nos correu bem e até subscrevo as palavras do nosso capitão. Nunca podíamos ter perdido esse jogo. Houve momentos em que deveríamos ter estado mais concentrados e, com a expulsão, acho que o jogo ainda se tornou mais complicado. Em último caso, o responsável é sempre o presidente. Sou o responsável para o bem e para o mal. A equipa apenas perdeu dois jogadores fundamentais: o Esgaio e o Fransérgio. E o clube contratou jogadores para colmatar esses jogadores com o aval do treinador", começou por dizer António Salvador em entrevista à CNN Portugal, garantindo que não está desapontado com o trabalho de Carlos Carvalhal.

"Não estou dececionado com o Carlos Carvalhal. Tem feito um trabalho fantástico. O nosso objetivo para esta época era ir às finais nas taças, mas devíamos ter mais pontos no campeonato. Há que continuar a trabalhar e ainda estamos na Liga Europa. O problema não está no treinador. Há épocas que correm melhor, outras piores. E vai cumprir o contrato até ao fim. Renovação? Estamos agora a começar a segunda volta, não é tempo de falar disso", acrescentou.

Sobre o alegado interesse do Flamengo no treinador dos guerreiros do Minho, Salvador garantiu que o clube minhoto "não recebeu qualquer proposta" e, questionado sobre como reage às críticas que o apontam como "fornecedor" do Sporting, foi categórico.

"Como adepto do Braga, não gosto. Como presidente cumpridor de obrigações, tenho sempre que defender os interesses do Braga, como aconteceu na questão do Ruben Amorim. A primeira proposta do presidente do Sporting foi rejeitada. Disse-lhe logo que não havia condições. Passadas três semanas, disse-me que iria pagar o valor da cláusula. Tive uma conversa com o Amorim, dizendo que contava muito com ele. E ele foi muito correto, dizendo que partiria se o Sporting pagasse a cláusula. Ele disse-me que queria ir embora. Paulinho? No verão fizemos tudo para que ele ficasse. Não o deixámos sair. Passou meia época em Braga com o Carlos Carvalhal. Fez dois golos. Não havia condições para continuar e o Braga defendeu os interesses e fez uma transferência recorde".

Em janeiro deste ano, o jornal "Expresso" avançou que um inspetor tributário suspeitava de uma ligação entre a vitória do Benfica sobre o Braga, na época de 2009/10, que praticamente deu o campeonato ao clube da Luz. António Salvador garantiu que nada tem a esconder.

"Isso cabe na cabeça de alguém, num ano em que estávamos a lutar pelo título? E ainda por cima numa época marcada pelos túneis. Alguma vez o Braga poderia ter vendido um jogo ao Benfica? Isso é lírico. Não sou arguido em processo algum, nem tenho conhecimento disso. Transferências e comissões? Estamos de consciência tranquila. Os nossos relatórios e contas são transparentes. Nos últimos cinco anos, o Braga pagou 50 milhões de euros em impostos, sem atrasos. Só 14 milhões foram pagos no ano passado. O Braga é um clube cumpridor, rigoroso e cumpre com as suas obrigações. O clube tem, aliás, 40 milhões de capitais próprios positivos", concluiu.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG