Futebol

António Salvador pede demissão dos clubes que integram direção da Liga

António Salvador pede demissão dos clubes que integram direção da Liga

António Salvador, presidente do Sp. Braga, entrou esta quinta-feira ao ataque na reunião que está a decorrer por videoconferência com a Liga Portuguesa de Futebol Profissional e os 18 clubes da Liga, pedindo a demissão dos clubes que integram direção, na sequência de cartas enviadas ao Governo e Presidência da República sobre a transmissão de jogos em sinal aberto.

O dirigente arsenalista referiu, inicialmente, que preferia uma assembleia-geral a 2 de junho para discutir a governação e o modelo da liga, bem como a permanência de Pedro Proença à frente do organismo que gere o futebol profissional.

António Salvador apontou o dedo aos clubes que integram a direção da Liga, pedindo a demissão dos mesmos, caso estes tivessem tido conhecimento das cartas enviadas ao Governo e à Presidência da República sobre a transmissão televisiva em sinal aberto dos restantes jogos do campeonato que faltam disputar.

Por seu lado, Pedro Proença avançou que coloca o lugar à disposição se for essa a vontade das 34 sociedades e informou os presidentes dos clubes que solicitou ao presidente da Assembleia Geral da LPFP a marcação de uma reunião magna para 19 de junho, onde será discutida a continuidade na liderança do organismo e os fundos da LigaPro, que motivaram a entrada de uma ação do Marítimo no Tribunal Arbitral do Desporto (TAD).